Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Limite de dois mandatos presidenciais não é o ideal em África, segundo Joaquim Chissano

Limite de dois mandatos presidenciais não é o ideal em África

“Dois mandatos não é tempo suficiente para os líderes africanos… é muito curto (…) no meu caso eu iria completar o meu trabalho no terceiro mandato, embora tenha decidido não concorrer” afirmou o antigo Presidente de Moçambique Joaquim Chissano durante um fórum de advogados da África Austral que teve lugar na semana finda em Victoria Falls, no Zimbabwe.

Segundo o jornal New Zimbabwe, Chissano, Presidente de Moçambique entre 1986 e 2005, fez estas afirmações quando questionado pelos participantes do fórum relativamente a sua opinião em sobre os líderes que continuam no poder para além dos dois mandatos Presidenciais.

“Nós devemos aceitar os termos como estão. Quando deixei o cargo (de Presidente de Moçambique) eles mudaram a Constituição para dois mandatos mas eu não concordo com isso” afirmou Joaquim Chissano que tornou-se no segundo Presidente de Moçambique após a morte de Samora Machel e, após a criação do multi-partidarismo, venceu as duas primeiras eleições democráticas que aconteceram no nosso país.

Chissano, que poderia ter concorrido a um terceiro mandato em 2004 mas decidiu abandonar o Poder, esclareceu que “eu não digo que eles devem ficar mais do que o necessário mas deveria existir mais tempo para os Presidentes implementarem as suas ideias e políticas”.

O antigo Presidente moçambicano afirmou ainda ao fórum que prefere três mandatos para os Presidentes Africanos e explicou. “O primeiro mandato é para implementar alguns programas, enquanto que o segundo mandato serve para decidir as ideias e completar tudo durante o terceiro mandato.”

“No meu caso eu iria completar o meu trabalho no terceiro mandato, embora tenha decidido não concorrer” concluiu Joaquim Chissano que criticou os líderes africanos que ficam no Poder durante longos anos.

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!