Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga ZON Sagres: FC Porto mantém invencibilidade, Benfica goleia

O FC Porto teve um início de jogo e um final muito bons. Entre um período e outro, porém, passou por dificuldades em Paços Ferreira, mas conseguiu vencer a equipa local por 3 a 0. O defesa argentino Nicolás Otamendi abriu o placar aos 11 minutos. Depois, no último minuto e já acréscimos, Hulk, de pênalti, e o jovem Walter acabaram por definir o triunfo que volta a colocar a diferença na liderança da Liga ZON Sagres em oito pontos de vantagem sobre o Benfica.

Nos primeiros minutos, o Paços Ferreira mal conseguia passar do meio-campo, diante de um visitante bem armado e com disposição e intensidade sufocantes. Foi uma verdadeira avalanche por 16 minutos que poderia ter resultado em mais golos, com Cristian Sapunaru e Falcao Garcia. Seria natural, depois, que o Dragão diminuísse esse ritmo, muito difícil de se sustentar durante 90 minutos, para alívio do Paços Ferreira. Aos poucos, a equipe da casa conseguiu se estruturar em campo e começar a se aproximar da área portista.

No segundo tempo, os anfitriões apertaram o cerco. Se o venezuelano Mario Rondon não estava na melhor das jornadas, por outro lado o goleiro brasileiro Helton teve uma atuação segura para também contribuir com a vantagem do FC Porto no marcador. Resistente, o Dragão voltou ao ataque para ampliar seu marcador apenas no finalzinho, com Hulk em destaque.

Depois de marcar o segundo de pênalti, o atacante fez ótima jogada e serviu a seu companheiro Walter, revelado pelo Internacional, definir a vitória. O FC Porto mantém-se invicto na temporada, agora com 12 vitórias e dois empates pela liga, num assombroso aproveitamento de 90%, com 32 golos marcados e apenas cinco sofridos.

Argentinos levam Benfica à goleada

Na goleada do Benfica sobre o Rio Ave, por 5 a 2, neste sábado, quem deu show foi o futebol argentino. Com dois golos de Javier Saviola, outros dois de Salvio e um de Pablo Aimar, a equipe chegou no Estádio da Luz a seu quarto triunfo consecutivo pela Liga ZON Sagres.

Foi um jogo aberto em Lisboa, bem ao gosto do perigoso ataque dos Encarnados, que esboça recuperar o poderio ofensivo que demonstrou durante a última temporada. Com os cinco anotados, o time chega à marca de 14 nas últimas quatro partidas. Essa reação veio justamente depois da humilhante derrota sofrida diante do FC Porto no dia 7 de novembro. De lá para cá, o Benfica embalou e agora coloca pressão para cima do arquirrival e líder, que vai a campo neste domingo contra o Paços Ferreira, fora de seus domínios, com apenas cinco pontos de vantagem na liderança.

A jornada inspirada da legião argentina dos Águias começou no minuto 5, com Aimar. O meio-campista aproveitou uma bela enfiada de bola do defesa David Luiz, pelo meio da defesa, para bater colocado, cruzado. Três minutos depois, saiu o segundo, com Saviola, completando cruzamento vindo da esquerda. A bola ainda esbarrou em um defensor do Rio Ave e acabou entrando. Com o 2 a 0 construído em oito minutos, o Benfica caminhava para uma vitória tranquila. Mas não foi bem assim.

O Rio Ave pôs-se ao ataque, de modo corajoso, proporcionando um duelo muito movimentado. Aos 43 minutos, em contra-ataque, o time foi premiado. Mendes carregou a bola desde o meio-campo e serviu a João Tomás. Livre, ele só teve o trabalho de empurrar para a rede.

No segundo tempo, aos 52, o Benfica esfriou as pretensões do visitante com o segundo gol de Saviola, depois de ótima jogada de Salvio, que arrancou com a bola por muito tempo, passou por Éder Monteiro e cruzou nos pés de seu compatriota, centralizado, arrematar. Dez minutos depois, Salvio passou de garçom a cliente. Nicolás Gaitán cruzou pela esquerda. O camisa 8 subiu no segundo poste para cabecear de modo preciso e ampliar para 4 a 1.

Aos 71, João Tomás diminuiu a desvantagem do Rio Ave com uma penalidade. Roberto chegou a tocar na bola, à meia-altura, mas em vão. Suas esperanças, porém, duraram pouco. Pois, em grande atuação, Salvio fez seu segundo gol aos 74, novamente de cabeça, mas de modo impressionante. Ele arriscou a finalização pelo alto na entrada da área, por cima de Paulo Santos, que nada pôde fazer.

No fim, ainda sobrou tempo para Nuno Gomes ir a campo no minuto 87, no lugar de Saviola, para ser aplaudido por todo o estádio. Logo depois, no minuto 88, o lateral Fabio Coentrão acabou levando seu segundo amarelo e acabou expulso. Ele agora será desfalque durante a Taça da Liga, em vez de perder o confronto com o União Leiria, na próxima jornada.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!