Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Zon Sagres: Benfica bate Académica nos descontos

O Benfica voltou a alcançar este domingo o FC Porto no comando da I Liga de futebol, ao vencer a Académica por 1-0, com uma grande penalidade convertida no quarto minuto de descontos.

A formação de Coimbra, que é uma das quatro equipas que roubou pontos ao Benfica na prova, pautou quase sempre o seu jogo com todos os jogadores atrás da linha de bola e com claras instruções de só partir para o ataque com o menor risco possível.

A tática do técnico Pedro Emanuel, com algumas grandes defesas de Ricardo pelo meio, durou mais de 90 minutos, mas não foi suficiente para sair da capital portuguesa com um ponto na bagagem.

Com este resultado, o Benfica voltou a igualar o FC Porto, agora com 49 pontos, mas continua em desvantagem no desempate de golos marcados e sofridos.

Na realidade, a equipa de Jorge Jesus, sem Cardozo e Matic castigados, entrou muito lenta na partida e sem o habitual fulgor ofensivo que costuma ter nos jogos no Estádio da Luz. Mesmo assim, Maxi Pereira (20 minutos), Lima (26) e Enzo Perez obrigaram o guarda-redes da Académica a sujar o equipamento.

Além da falta de velocidade, o problema do Benfica, principalmente na primeira parte, esteve no desacerto de André Almeida, o substituto de Matic no meio-campo, que falhou muitos passes e até algumas bolas infantis.

Na segunda parte, o Benfica trouxe dos balneários outra atitude e, logo nos primeiros instantes, Ola John acertou no poste, num lance em que mesmo assim o holandês mostrou alguma lentidão. Com o passar dos minutos, a Académica foi cada vez mais descendo no terreno (praticamente não saia da sua própria área) e o Benfica foi somando oportunidades de golo (e também ansiedade por não ver a bola entrar).

Aos 80 minutos, Ricardo milagrosamente defendeu para a barra um remate com “selo” de golo de Melgarejo, mas, mais tarde, nada pode fazer no duelo com Lima.

Já no habitual “chuveirinho”, João Dias impediu Gaitan dentro da área e Lima resolveu a partida, perante o desespero dos “estudantes” e que valeu mesmo a expulsão de Helder Cabral com vermelho direto.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!