Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga Portuguesa: FC Porto volta ao primeiro lugar; Sporting vence com “hat trick” de Bas Dost

O FC Porto volta a ter mais dois pontos do que o Benfica – pelo menos até o campeão jogar em Moreira de Cónegos – depois de bater por 3 a 0 o Belenenses no estádio do Dragão em partida 28ª jornada do Campeonato Português de futebol. Ainda neste sábado o Sporting goleou o Boavista por 4 a 0 e com o seu avançado holandês a apontar um “hat trick”.

O FC Porto teve uma primeira parte como costuma: com poucas mas boas oportunidades e sem conceder nada ao adversário. A segunda não foi muito diferente, só que o Belenenses, a perder, adiantou-se e o FC Porto marcou mais vezes e continuou a não deixar os homens do Restelo ter oportunidades.

A eficácia foi igual, só que quando Quim Machado deu ordens para a equipa se adiantar, os portistas encontraram quilómetros nas costas de Domingos Duarte e Edgar Ié. A manta era sempre curta.

Uma eficácia apesar da ausência de Marcano (castigado) e com um Boly a demorar a estar à vontade no jogo e um Felipe que falhou um golo certo e tem de perceber que muitas vezes é possível ficar com a bola e não atirá-la para fora ou dá-la ao adversário.

O FC Porto teve um período mau no início da segunda parte em que, tal como frente ao V. Setúbal, a ganhar por 1 a 0, parecia que não sabia se devia procurar o segundo golo ou guardar o que tinha, mas ultrapassou isso sem problemas de maior, sem deixar o adversário moralizar-se, e a partir daí jogou e ganhou bem e com qualidade. Danilo tinha marcado o primeiro matando no peito e fuzilando Cristiano a oito minutos do intervalo, num livre lateral de Brahimi que André Silva conseguiu desviar para o seu médio, enquanto Soares fez o segundo a passe de Corona e Brahimi o terceiro, num penálti que Domingos Duarte cometera sobre ele, falta tão evidente como descuidada.

Brahimi foi outra vez a figura da equipa e, durante muito tempo, a única fonte de criatividade. Quando entrou Corona as coisas melhoraram, porque o mexicano está muito confiante e trouxe coisas diferentes ao jogo.

Se frente ao V. Setúbal o FC Porto tinha começado com toda a sua força atacante (André André estava castigado), desta vez Nuno guardou Corona e as coisas correram melhor – foi com ele que o FC Porto conseguiu acabar com a resistência belenense, sempre organizada mas que não conseguiu criar uma oportunidade de golo.

“Hat trick” de Bas Dost

Mais cedo o Sporting somou a quarta vitória consecutiva no campeonato, goleando o Boavista por 4 a 0 no Estádio de Alvalade. A grande figura da partida foi o holandês Bas Dost, que apontou um hat trick e voltou a assumir a liderança da corrida à Bota de Ouro.

Alan Ruiz foi quem inaugurou o marcador para os leões, aos 20 minutos. Depois começou o festival do holandês, que festejou o primeiro ainda na primeira parte (28′) e ainda viria a celebrar mais dois (48′ g.p. e 64′).

No final, Bas Dost levou a bola para casa, bem como o currículo recheado com mais três golos: já são 27 nesta edição do campeonato.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!