Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga portuguesa: FC Porto e Benfica vencem e continuam na perseguição ao Sporting

O FC Porto não perdeu terreno para Sporting e Benfica ao vencer no reduto do Rio Ave por 1-3. Os portistas ficaram assim a dois pontos dos leões e com os mesmos pontos dos encarnados, que sofreram para vencer o Olhanense por 2-3.

Com Licá e Carlos Eduardo e Josué e Defour no banco, a equipa portista precisou apenas de seis minutos para se colocar na frente com um tento de Maicon após centro de Carlos Eduardo. O Rio Ave respondeu à desvantagem aos 21 minutos por Edimar, após combinação com Diego Lopes, numa altura em que o tricampeão nacional não criava grande perigo junto da baliza da formação de Vila do Conde.

Até ao intervalo, Maicon esteve perto de bisar quando atirou ao poste à passagem da meia hora e, pouco depois, foi Jackson Martinez que esteve perto de marcar, mas o colombiano não dominou bem na zona de penalti e falhou o golo.

Na resposta, a equipa orientada por Nuno Espírito Santo criou uma excelente situação para passar para a frente do marcador, mas Braga, isolado na área portista, permitiu a defesa de Hélton.

No segundo tempo, o FC Porto repetiu o que tinha feito na primeira metade e marcou seis minutos após o apito do árbitro, desta vez por Jackson Martinez, após uma excelente jogada de Varela. Quatro minutos depois, Licá obrigou Ederson a uma grande defesa e, a oito minutos do final, Danilo fixou o resultado final na recarga a um livre de Carlos Eduardo, que tinha sido rechaçado pela barreira do Rio Ave.

Com este resultado, a equipa portista ficou a dois pontos do líder Sporting e igualou o Benfica na classificação do campeonato, numa jornada em que os “três grandes” ganharam.

Sulejmani garante vitória do Benfica

No quarto e último jogo de castigo de Jorge Jesus, o Benfica viu-se a perder logo aos sete minutos quando Femi inaugurou o marcador na recarga a um remate de Dionisi, após uma perda de bola de Sílvio, na primeira oportunidade criada pelo Olhanense.

Os encarnados responderam com dois remates para fora de Rodrigo, aos 11 minutos, e de Lima, aos 18, com este último a marcar, no minuto seguinte, de cabeça, ao responder a um cruzamento de Gaitan.

À passagem da meia hora, os algarvios deram o aviso por Mehmeti, acabando por se recolocarem na frente do marcador, com um tento aos 32 minutos, após um remate de longe de Regula, que bateu à frente de Artur antes de entrar na baliza.

Contudo, cinco minutos volvidos, Matic, com um forte remate, aproveitou as facilidades concedidas pela defesa do Olhanense e restabeleceu a igualdade.

Ao intervalo, o Benfica trocou Ivan Cavaleiro por Sulejmani, com o sérvio a precisar apenas de dois minutos para colocar os encarnados pela primeira vez na frente do marcador, após passe de Rodrigo.

Até final, a equipa lisboeta controlou o encontro, com os algarvios a apenas causarem algum perigo no sexto minuto de descontos, quando Murilo rematou, mas ao lado da baliza então já defendida por Oblak.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!