Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga dos Campeões Europeus: Com dois remates, Messi abala o Real

Dois remates, dois golos. Lionel Messi deu mais duas provas de seu talento fora de série esta quarta-feira para deixar o Barcelona numa posição muito confortável diante de seu arquirrival Real Madrid para retornar à final da Liga dos Campeões da UEFA.

Em dois lances bem diferentes no segundo tempo, completando um cruzamento na pequena área e realizando mais uma de suas incríveis arrancadas para exibir toda sua versatilidade, o craque argentino definiu um 2 a 0 no Santiago Bernabéu a favor da equipe visitante no terceiro clássico consecutivo entre as duas potências espanholas. Desta forma, o Barça pode perder até mesmo por um golo de diferença na partida de volta, terça-feira, no Camp Nou, que vai à final para enfrentar o vencedor do confronto entre Manchester United e Schalke 04. O clube inglês também venceu fora de casa por 2 a 0 e está muito perto de fazer uma vingança com os catalães após a derrota na final de 2009.

Nunca um visitante que tenha vencido por esse placar sofreu um reviravolta nos seus domínios jogando pela competição continental.

O técnico José Mourinho repetiu a formação tática do Real na final da Copa do Rei, que terminou com um triunfo por 1 a 0 e o título para os merengues. Não tinha Sami Khedira, pôs Lass Diarra; não tinha Ricardo Carvalho, pôs Raúl Albiol. No primeiro tempo, deu certo. Embora o Barcelona tivesse o domínio de bola (75% a 25%), não conseguiu se desvencilhar da marcação adversária.

O lance que acordou a torcida aconteceu na saída para o intervalo: Pinto e Sergio Ramos trocaram agressões e o guarda-redes reserva do Barça acabou expulso. O clima era de muita tensão, mesmo. O Real voltou mudado para a etapa final.

Mesut Özil foi substituído por Emmanuel Adebayor, exatamente como na última partida. Mas o sistema de Mourinho ruiu com a expulsão de Pepe. A expulsão Jogando como volante, o brasileiro naturalizado português acertou Dani Alves numa entrada forte no campo de ataque e levou o vermelho.

O Real perdia-se, e o Barça se achava no Bernabéu. O time visitante começou a envolver o rival com toques rápidos e mais espaço. O holandês Ibrahim Afellay entrou no lugar de Pedro, machucado, e mudou o panorama da partida. Ele fez juma grande jogada pela ponta direita, deixou Marcelo para trás e cruzou rasteiro em direção a Messi. O argentino antecipou-se com rapidez dentro da área e tocar entre as pernas de Iker Casillas para fazer 1 a 0. O argentino não fazia uma de suas melhores partidas. Mas terminou como o nome do jogo, craque que é.

Numa jogada de cinema, desarmou a esquadra branca. Passou por dois marcadores, evitou o terceiro e tocou de modo suave para a rede. Era sua segunda finalização na partida. Foi seu segundo gol no Bernabéu e o 11º em 11 jogos na competição nesta temporada. O Barcelona tem agora quatro jogos de invencibilidade na casa do Real.

Messi deixou sua marca nessas quatro partidas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!