Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Liga dos Campeões Europeus: Barcelona passa por dificuldades sem Messi, mas vence Gladbach de virada

Desfalcado da sua principal estrela, o atacante Lionel Messi, o Barcelona teve de se desdobrar para obter a segunda vitória na Liga dos Campeões Europeus em futebol, mas derrotou o Borussia Mönchengladbach por 2 a 1, no Borussia Park, na Alemanha. Ainda nesta quarta-feira o Atlético de Madrid voltou a superar o Bayern de Munique e o Benfica foi derrotado pelo Napoli.

O Gladbach não se intimidou com o fato de encarar uma das melhores equipes do mundo, fez um grande primeiro tempo e foi para o intervalo vencendo por 1 a 0. Aos 34 minutos, Raffael desarmou Busquets na intermediária de ataque e tocou para Dahoud, que tocou na área para Thorgan Hazard – irmão de Eden Hazard, do Chelsea – completar para o fundo da baliza.

Entretanto, os donos da casa não conseguiram sustentar a vantagem e sofreram a virada na etapa final. Aos 20, Neymar descolou óptimo passe por elevação para Arda Turan bater firme por cima do guarda-redes e deixar tudo igual. Oito minutos depois, Suárez chutou forte, Sommer bateu roupa e Piqué desempatou no ressalto.

Dessa forma, o Barça se isolou na liderança do grupo C da “Champions”, com seis pontos, dois a mais que o Manchester City. O Celtic é o terceiro colocado, com um, enquanto o Borussia ainda não pontuou e por isso segura a lanterna.

O outro jogo da chave, entre os representantes de Escócia e Inglaterra, no Celtic Park, foi emocionante e terminou empatado em 3 a 3. A equipe de Glasgow esteve à frente em três ocasiões, com dois golos de Dembelé e um contra de Sterling. No entanto, o City buscou o empate nas três, com Fernandinho, o próprio Sterling e Nolito.

Numa vingança das semifinais da última temporada, o Atlético de Madrid voltou a superar o Bayern de Munique, com uma vitória por 1 a 0 no estádio Vicente Calderón. Quem balançou a rede na capital espanhola foi Ferreira-Carrasco, aos 35 minutos da primeira etapa.

A vantagem dos ‘Colchoneros’ poderia ter sido ainda maior, já que no segundo tempo Vidal cometeu pênalti em Filipe Luis. No entanto, a cobrança de Griezmann carimbou o travessão, exactamente como acontecera na última decisão, em que o Atlético caiu diante do Real Madrid.

Com o triunfo, a equipe ‘rojiblanca’ isolou-se na ponta da tabela no grupo D, com seis pontos, enquanto o Bayern é segundo, com três. Rostov e PSV Eindhoven, que empataram em 2 a 2 na Rússia, têm um ponto cada.

Em noite para ser esquecida pelo guarda-redes Julio César, o Benfica foi derrotado pelo Napoli por 4 a 2 no estádio San Paolo, em Nápoles. A equipa italiano abriu 4 a 0, com dois golos de Mertens, um de Hamsik e um de Milik. Gonçalo Guedes e Sálvio reduziram.

A equipa dirigido por Maurizio Sarri disparou na liderança no grupo B da Liga, com seis pontos. O segundo colocado é o Besiktas, que empatou com o Dínamo de Kiev em 1 a 1 em Istambul. Os ‘Encarnados’ e o campeão ucraniano somam um ponto cada.

No grupo A, Paris Saint-Germain e Arsenal venceram pela primeira vez e dividem a ponta, com quatro pontos e vantagem para o tetracampeão francês no número de golos marcados. Diante do Ludogorets na Bulgária, o PSG levou um susto com golo de Natanael mas virou o placar e levou a melhor por 3 a 1, com dois de Cavani e um de Matuidi.

Já os ‘Gunners’ receberam o Basel no Emirates Stadium e não encantou, mas mesmo assim obteve os três pontos. Walcott foi o grande nome do triunfo em Londres, com dois golos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!