Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líderes religiosos moçambicanos vítimas de maus tratos no Brasil

A Polícia Civil de Colina, uma cidade a 406 km de São Paulo, Brasil, abriu um inquérito para investigar se houve abuso de autoridade por parte de Polícias Militares (PMs) contra dois líderes religiosos islâmicos moçambicanos, enviados para aquele país para trabalhar em mesquitas da região.

Os sheiks Yussufo Ahmad Omar e Tawcare Avelino afirmam que foram constrangidos por polícias militares quando o autocarro de uma empresa, “Danúbio Azul”, em que viajavam, parou no trevo de Colina. Segundo uma fonte policial, os polícias afirmaram que estavam a verificar a denúncia de que dois traficantes internacionais estariam no autocarro. “Eles foram abordados por quatro carros da polícia e alegam ter sido algemados, revistados e empurrados contra o autocarro”, disse a fonte.

Segundo o advogado dos dois, Girrad Samur, os sheiks estudam entrar com um processo contra a empresa por danos morais caso a polícia comprove que a denúncia partiu de funcionários da “Danúbio Azul”.

A assessoria jurídica da “Danúbio Azul” informou, por meio de uma nota, que desconhece os motivos que justificaram a acção policial e que os motoristas são treinados e qualificados para realizar atendimento ao público de maneira cordial.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!