Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líder do principal grupo de oposição da Síria justifica renúncia

O presidente do agrupamento rebelde Coligação Nacional Síria, que combate o presidente sírio, Bashar al-Assad, disse, esta Segunda-feira (25), que o fracasso do mundo em apoiar a revolta era o principal motivo de ele ter oferecido a sua renúncia.

Moaz Alkhatib foi nomeado chefe da coligação em Novembro, depois que as diplomacias do Golfo e do Ocidente quiseram a oposição mais unida. A sua renúncia no Domingo ameaçava desfazer a maior parte do trabalho de dar influência internacional à revolta armada de dois anos.

Alkhatib disse, em declarações transmitidas pela TV al-Jazeera, que as suas opiniões sobre a necessidade de reestruturar e ampliar a coligação tinham desempenhado uma pequena parte na sua decisão de deixar o cargo.

“O maior motivo é um protesto contra a posição dos Estados mundiais, que apenas estão a tentar conseguir aprovar os seus desejos, aspirações ou maneiras de solucionar a crise síria sem sentirem a dor que as pessoas sofrem todos os dias”, disse ele, sem entrar em detalhes.

Alkhatib, um ex-imã da Mesquita Umayyad de Damasco, voou até o Catar na noite desta Segunda-feira para fazer um discurso numa cúpula árabe. Não estava imediatamente claro se a decisão de Alkhatib de participar da conferência era sinal de que ele estava a voltar atrás da sua renúncia.

As facções militares e os civis moderados na sua cidade natal Damasco pediram, esta Segunda-feira, que ele reconsiderasse a sua decisão de sair.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!