Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Líbia proíbe ex-funcionários de Khadafi de participar do governo

O Parlamento da Líbia aprovou uma lei, este Domingo (5), que proíbe qualquer pessoa que ocupava uma posição sénior durante o governo de Muammar Khadafi de trabalhar para a nova administração, um movimento que poderia forçar o primeiro-ministro a renunciar.

O primeiro-ministro Ali Zeidan era um diplomata antes de desertar e unir-se à oposição em 1980, mas o texto da nova lei não deixou claro se ele era ou não importante o suficiente para ser impedido de participar do novo governo.

Khadafi permaneceu 42 anos no poder. “Não sei, o texto não é muito claro”, disse uma fonte do do gabinete do primeiro-ministro quando questionado se Zeidan teria que renunciar. Isso vai depender de como a lei for implementada, acrescentou ele.  Os manifestantes comemoraram a votação com tiros para cima em Trípoli.

A redação da lei foi discutida ao longo de meses, mas a votação, este Domingo, foi motivada pelas acções de grupos fortemente armados que tomaram o controle de dois ministérios do governo. Eles disseram que não sairiam do local até que a legislação fosse aprovada.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!