Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Layla, Alícia, Caio e Mario brilharam entre os nadadores moçambicanos competiram na África do Sul

Vinte nadadores moçambicanos, de ambos os sexos, disputaram um torneio de nível 1 e 2, entre os dias 31 de Março e 3 de Abril, na cidade sul-africana de Durban. Layla Taquidir e Alicia Mateus destacaram entre as raparigas enquanto Caio Lobo e Mario Aliang foram os melhores entre os rapazes.

Layla, nadadora de 16 anos de idade do clube Golfinhos de Maputo, brilhou nas quatro finais de nível 1 em que participou. Conquistou ouro nas finais dos 200 metros livres e nos 100 metros mariposa e ainda destacou-se nas finais dos 100 metros livres e 200 metros estilos, onde ficou na 2ª posição arrebatando as medalhas de prata.

Já Alicia, de 11 anos de idade, também do clube Golfinhos de Maputo, competiu em cinco finais das provas de nível 2 destacando-se nos 50 metros mariposa onde conquistou a medalha de prata.

O pequeno Caio Lobo, do clube Naval de Maputo, competiu em nove finais das quais venceu nos 100 e 200 metros bruços, ficando com o ouro. Ficou ainda na 2ª posição nas finais dos 100 metros livres e 50 metros bruços, e conseguiu um 3º lugar na final dos 200 metros livres.

Na final dos 200 metros costas Caio, que tem apenas 10 anos de idade, embora tenha-se quedado na 4ª posição estabeleceu um novo record nacional.

Destaque ainda para Mário Aliang que venceu duas das sete finais em que participou, 50 e 100 metros costas. O nadador de 14 anos de idade do clube Golfinhos de Maputo conseguiu ainda uma 3ª posição nos 50 metros livres.

Na classificação geral a “União de Natação de Moçambique”, como se denominou esta selecção que e deslocou à Africa do Sul às expensas dos clubes e pais dos atletas, ocupou a 6ª posição no nível 1 e a 11ª posição no nível 2.

No total os nadadores moçambicanos – em representação dos clubes Naval, Ferroviário de Nampula, Tubarões e Golfinhos -, conquistaram 63 medalhas, entre as quais onze de ouro, porém os organizadores desta “União de Natação de Moçambique” destacam a “melhoria significativa nos tempos pessoais dos atletas” que estabeleceram três novas marcas nacionais.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!