Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Laurent Gbagbo exige partida da ONUCI e de forças francesas da Costa do Marfim

O Governo formado pelo Presidente cessante da Costa do Marfim, Laurent Gbagbo, pediu no passado sábado a partida “imediata” das forças de manutenção da paz da ONU e do contingente francês desdobrado no país. Num comunicado lido na televisão, a ministra da Educação Nacional e porta-voz do Governo, Jacqueline Oble, sublinha que esta decisão é justificada pela “grave ingerência da ONUCI (Operação das Nações Unidas na Costa do Marfim) nos assuntos internos” do país.

“O Governo solicita a partida da ONUCI e da força Licorne da Côte d’Ivoire e opõe-se à renovação do seu mandato que termina a 22 de Dezembro”, adiantou Jacqueline Oble.

Desde o início da crise pós-eleitoral, os partidários de Laurent Gbagbo acusam a ONUCI de ser favorável a Alassane Ouattara, declarado vencedor da segunda volta pela Comissão Eleitoral Independente (CEI) com 54,1 porcento dos votos. Os resultados proclamados pela CEI foram certificados pelo representante especial do Secretário-Geral da ONU na Costa do Marfim, Young Jin Choi, e por toda a comunidade internacional, que exige a partida de Laurent Gbagbo.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!