Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Lançada feira de artesanato que valoriza as mãos

O Centro de Estudos e Desenvolvimento de Artesanato – CEDARTE – realiza, na primeira semana de Dezembro, a 12ª Feira de Nacional de Artesanato. O evento que terá lugar na Fortaleza de Maputo chama-se “As Mãos”.

Segundo os mentores da iniciativa, a edição da “As Mãos” deste ano conta com a participação de um total de 38 artesãos provenientes das províncias de Maputo, Gaza, Inhambane, Sofala, Manica, Nampula e Cabo Delgado.

De há alguns anos a esta parte o Centro de Estudos e Desenvolvimento de Artesanato instaurou, neste campo, em parceria com a Commonwealth Secretariat (COMSEC), um projecto de uso económico de fibras naturais. É neste sentido que a feira “As Mãos” tem grande enfoque na exploração de fibras naturais.

Refira-se que além do CEDARTE, esta iniciativa envolve o Instituto Pequenas e Médias Empresas (IPEME). Daí que “desenvolver a capacidade institucional das Micro, Pequenas e Médias Empresas (MSME)” e “apoiar instituições em Moçambique de modo a que estas auxiliem as MSME no uso económico de fibras naturais” são outro propósitos desta parceria.

Espera-se que a maior parte dos objectos, utilitários, que serão expostos resulta de uma criação a partir de fibras naturais como as de coco, palha, bambu, relva do rio, videira tiboi, sisal e fibra de tronco de bananeira.

O CEDARTE tem oferecido aos seus filiados, os artesãos, algumas formações no mesmo campo como forma de melhorar a relação deste com o mercado de produtos artesanais.

É nesta perspectiva que de acordo com os mentores de “As Mãos”, esta feira proporciona uma oportunidade para os artesãos expandirem a sua base de clientes; receber e avaliar a reacção do mercado local quanto à validade dos seus produtos, aumentando, desta forma, as suas receitas.

É ainda convicção da organização que esta mostra comercial de obras artesanais permite (também) os visitantes terem opções de compra de presentes, artigos tradicionais e contemporâneos e, únicos, de elevado valor cultural e ambiental. “As Mãos”, como as demais feiras, enquadra-se no programa de promoção do artesanato moçambicano.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!