Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Laboratórios do Instituto Industrial clamam por equipamentos

“Os alunos do Instituto Industrial de Maputo (IIM), Sul do país, queixam –se da falta de equipamentos como reagentes e diverso equipamento para apetrechar os seus laboratórios. O facto foi revelado na quarta-feira à AIM pelos alunos do ramo de “Química”, naquela instituição, á margem da visita que o Primeiro-Ministro moçambicano, Aires Ali, realizou hoje àquela instituição de ensino médio.

Um grupo de estudantes daquela instituição de ensino, que preferiu falar em anonimato, denunciou a falta de aulas práticas, situação que se verifica desde o início da sua formação, por insuficiência do material no laboratório. “Temos problemas nas aulas práticas, porque desde o início deste ano lectivo, o nosso laboratório não tem material para as actividades práticas. 

Temos falta de instrumentos de ensaio e reagentes que usamos quando estão fora do prazo, não temos estufas, entre outros elementos de trabalho”, disseram os estudantes. Este facto “faz com que sejamos iguais aos do nível médio (11ª a 12ª classes). 

Temos muita teoria e pouca pratica, o que não nos ajuda em nada, porque não sabemos fazer”. Para justificar o actual estágio da gerência daquele estabelecimento, o director do IIM disse que a instituição tem sofrido adiamentos prolongados na disponibilização de fundos para a reabilitação das suas infra-estruturas, facto que, afecta sobremaneira também o apetrechamento das bibliotecas. Na sua intervenção, o Primeiro-Ministro mostrou-se agastado também com a maneira como está sendo feita a gestão da instituição. 

“Não vamos falar de reabilitação, mas sim de manutenção, porque reabilitar implica sentar e desenhar o projecto, isso leva muito tempo e exige muitos custos quando temos alternativas. Vamos valorizar os poucos recursos que temos”, disse Ali, acrescentando que o mais importante é apostar na formação, manutenção e produção. Ali disse ainda que o IIM joga um papel importantíssimo no desenvolvimento do país, e sobretudo na luta contra a pobreza absoluta. 

“É daqui onde todos esperamos colher o fruto do vosso esforço para todo o país”, vincou Ali, para depois acrescentar que é preciso começar a andar rapidamente sem tropeçar, por isso, os desafios devem ser encarados com firmeza e seriedade. O primeiro-ministro indicou, a título de exemplo, que o IIM “não precisa desenhar um sistema de regadio quando tem aqui perto, na Zona Verde”. “Não estamos a formar técnicos para ficar nos gabinetes, isso é mau”, disse Ali, destacando que a formação do jovem com espírito empreendedor é importante.” 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!