Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Kenmare vai aumentar produção

Em face do aumento das solicitações por parte da República Popular da China, a Kenmare Moma Mining, preponente do projecto de areias pesadas em Topuito, distrito de Moma, em Nampula, vai incrementar o volume de produção numa cifra estimada em cerca de 50 por cento, em relação a sua capacidade actual de extracção de ilmenite, rutilo e zircão.

 

 

A medida vai significar um investimento na ordem de 200 milhões de dólares norte americanos e visa responder a procura daqueles minérios por parte da Republica Popular da China, que entrou na corrida.

Dados fornecidos pelo representante da Kenmare no país, Garreth Clifton, indicam que a produção actual de ilmenite situa-se em 800 mil toneladas/ano, 55 mil toneladas de zircão e em relação ao rutilo está estimada em 18 mil toneladas.

Desta forma a produção de ilmenite vai atingir 1.200 milhões de toneladas/ ano, 80 mil toneladas de zircão e 22 mil toneladas de rutilo.

A produção respeitante ao incremento em cinquenta por cento, destina-se a fornecer ao mercado da RP da China, que surgiu nos últimos tempos a solicitar volumes significativos daqueles minerais para alimentar a sua indústria em constante crescimento.

Para suportar um volume alto de produção de areias pesadas a Kenmare desenhou um projecto visando a expansão das suas actividades que vão implicar gastos de capital na ordem de 200 milhões de dólares norte americanos.

As obras iniciam no primeiro trimestre de 2011 e a expectativa do preponente é de que até finais de 2012 estarão concluídas.

O montante será aplicado essencialmente na aquisição da terceira draga que vai operar na nova lagoa de dragagem a ser aberta para aumentar a capacidade de extracção de minérios pesados bem assim na construção de mais uma fábrica de concentração.

A modernização das duas dragas em operação neste momento é outra prioridade em termos de investimentos, por parte da Kenmare, visando dota-las de maior capacidade de operacionalidade de acordo com Garreth Clifton.

“Vamos construir uma nova unidade de separação magnética de alta intensidade que estará localizada num novo edifício que pode ser construído sem interferência nas operações existentes” – disse Garreth Clifton que acrescentou estar prevista a construção de uma unidade auxiliar de processamento de ilmenite.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!