Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Kenmare aumenta trabalhadores moçambicanos

O número de trabalhadores moçambicanos no projecto de extracção de areias pesadas em Topuito, distrito de Moma, está a registar uma tendência de crescimento nos últimos tempos, situando-se actualmente em 568 do total de 716 que constitui a força de trabalho local de acordo com fonte da direcção da Kenmare Moma Mining, consorcio irlandês.

 

 

O seu representante em Moçambique, Garreth Clifton, refere que quando o projecto avaliado em 460 milhões de dólares norte americanos arrancou, há cerca de três anos, o numero global de trabalhadores era de 450 dominado maioritariamente por técnicos estrangeiros.

Acrescentou que o número de trabalhadores nacionais vai registar um aumento significativo a partir do trimestre em curso, no seguimento da política da Kenmare que preconiza a substituição gradual de técnicos estrangeiros especializados em áreas especificas.

O emprego de técnicos nacionais naquele mega projecto é visto como uma alavanca para o desenvolvimento local de acordo com Garreth Clifton, pois, reduz os gastos com salários pagos aos estrangeiros e promove o bem estar entre a população local.

A fonte frisou que no presente trimestre vai arrancar a fase de expansão do projecto de areias pesadas tendo para o efeito sido aprovado um financiamento com fundos próprios na ordem dos 200 milhões de dólares norte americanos.

Os trabalhos que iniciam nos próximos dias, devendo terminar em finais de 2012, consistem na construção de duas novas fabricas sendo uma de concentração e outra de separação magnética de alta intensidade que estará localizada num edifício a ser construído sem interferência nas operações existentes.

Está prevista ainda a construção de uma unidade auxiliar de processamento de ilmenite. Com aquele montante será adquirida uma terceira draga que vai operar na nova lagoa de dragagem a ser aberta para aumentar a capacidade de extracção de minérios pesados. V

ai-se também potenciar a modernização das duas dragas neste momento em operação visando dota-las de maior capacidade de operacionalidade.

O esforço acima referenciado vai resultar no incremento da capacidade actual de extracção de ilmenite para 1.200 milhões toneladas/ano, 80 mil toneladas de zircão e 22 mil toneladas de rutilo. O crescimento vai se situar na ordem dos 50 por cento em relação a capacidade extractiva actual.

Esse crescimento dos volumes global de produção visa garantir o fornecimento ao mercado que está a conhecer a entrada de novos interessados naqueles minérios sobretudo a RP da China que tem solicitado volumes significativos para alimentar a sua indústria em constante crescimento.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!