Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Juventude queima tempo nas celas

Jovens, de idades compreendidas entre 17 a 25 anos, são considerados maiores protagonistas de actos de criminalidade, segundo constatação dos órgãos da administração da justiça. De acordo com dados do sector da justiça, os crimes estão relacionados, sobretudo, com roubos, furtos, venda e consumo de estupefacientes, burlas e homicídios.

A Cadeia Civil de Nampula, concebida para 100 reclusos, alberga, actualmente, cerca de 500 reclusos, enquanto a Penitenciária Industrial conta com 921 condenados.

O governador da província, Felismino Tocoli, que, na última sexta-feira visitou algumas unidades prisionais, mostrou-se preocupado com a situação, tendo apelado aos jovens-reclusos no sentido de pautarem por uma melhor conduta, abandonando, consequentemente, algumas práticas erradas que os conduzam às celas.

Para corrigir este cenário, o governo está a desenvolver vários projectos de formação técnica dos reclusos. A iniciativa tem em vista a oferta de oportunidades de auto emprego e evitar que os condenados voltem a cometer os mesmos erros depois do cumprimento das suas penas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!