Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Julgamento de paralímpico sul-africano mais mediatizado do que o campeonato mundial de 2014

O julgamento de Oscar Pistorius por assassinato em curso na África do Sul beneficia duma maior cobertura mediática do que o campeonato mundial de futebol de 2014, apesar das restrições impostas pela juíza Thokozile Masipa, revelou, terça-feira (11), o grupo sul-africano de controlo da imprensa, Data Driven Insight (DDI).

O DDI, que está a acompanhar a cobertura pela imprensa internacional deste julgamento, afirmou que oito mil e 800 relatórios únicos (dos quais sites Twitter) foram divulgados por hora no primeiro dia deste julgamento, a 3 de março corrente. Os mesmos relatórios passaram para nove mil 200 por hora, acrescentou.

Estas cifras provêm de seis milhões e 200 mil plataformas de rede social, como blogues, fóruns, redes sociais e comentários, de 60 mil jornais internacionais online, de 200 publicações impressas bem como de 66 cadeias de rádio e de televisão.

A juíza Masipa, que proibiu à imprensa de twitter informações sobre os resultados da autópsia do corpo da vítima, Reeva Steenkamp, ponderou terça-feira a sua decisão.

Segunda-feira, o médico legista, Gert Saayman, opôs-se à retransmissão em direito do seu testemunho indicando que isto prejudicaria a dignidade de Steenkamp. «Acho que é do nosso dever preservar a dignidade da vítima”, declarou ao Tribunal.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!