Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Judo: A vergonha brilhou no céu moçambicano

Decorreu na semana passada, em Maputo, o Campeonato Africano de Judo, evento que contou com a participação de um total de 27 países do continente. Moçambique teve um desempenho para esquecer, ocupando a 22ª posição na tabela classificativa geral, com apenas uma medalha de bronze conquistada.

Para quem definiu como principal objectivo da organização e da participação na maior prova de judo do continente africano melhorar a 18ª posição alcançada no último campeonato que teve lugar em Marrocos, concretamente em Agadir, o 22º é, no mínimo, um lugar ridículo. Aliás, que se diga que o combinado nacional teve tudo o que merecia de modo a orgulhar o país, incluindo o estágio pré-competitivo que teve muito recentemente em Portugal.

Os moçambicanos, representados por Énio Jesus, Neuso Sigaúque, Neil Mala, Bruno Luzia, Édson Madeira, Leopoldo Tanque, Davide Davide, Karen Ismael, Ana Madivate Ivans Chaúque e Nilton Munjovo, não foram sequer capazes de se fazer presentes nas três finais que haviam traçado como meta. Contentaram-se com um terceiro lugar que deu direito a uma medalha de bronze conquistada na disciplina Katas, pela dupla Davide Davide e Ivans Chaúque.

Por equipas os representantes de Moçambique esforçaram-se bastante para derrotar os angolanos por 3 a 2, o mesmo resultado com que foram derrotados pelo Senegal na segunda eliminatória.

No capítulo individual, os nossos judocas não foram capazes de evitar uma eliminação precoce. Outros, mais audaciosos, ainda escaparam da derrota na primeira eliminatória, como é o caso de Marvin, que no segundo combate não conseguiu evitar que o argelino Zourdani o dominasse.

Feitas as contas, todo o ouro em solo pátrio foi abocanhado pela delegação da Tunísia que se sagrou a grande vencedora do Campeonato Africano de Judo, Maputo, edição 2013. O próximo certame terá lugar no Chade, em Abril do próximo ano, onde se espera mais e melhor dos moçambicanos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!