Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jovem viola namorada até à morte em Maputo

Um jovem de 30 anos de idade, identificado pelo nome de Arone Tivane, está a contas com a Polícia por ter estuprado mortalmente a própria namorada, supostamente porque ela se recusou a manter relações sexuais com ele. O episódio deu-se no bairro de Magoanine CMC, na cidade de Maputo, quando os dois estavam a caminho da casa da vítima, de 23 anos de idade.

O cidadão contou à Polícia que ele a parceira acordaram passar a noite juntos, mas depois a miúda mudou de ideias, supostamente porque não estava disposta a levar avante o plano devido ao cansaço resultante do trabalho, pois ela era servente numa barraca algures, segundo escreve o Diário de Moçambique.

O indiciado disse ainda que foi buscar a jovem no seu local de trabalho e quando caminhavam, enquanto planeavam passar a noite juntos, ele apercebeu-se de que a rapariga não estava a fim de ir para a cama com ele.

Por via disso, Arone, desprovido de argumentos, optou por derrubar a moça na rua, despiu-lhe e, em seguida, apertou-lhe o pescoço por duas vezes, como forma de obrigá-la a consentir o sexo forçado.

O indiciado disse que “da primeira vez apertei-lhe o pescoço” e conseguiu penetrá-la. “Ela disse-me que o que eu estava a fazer” não ficava bem. “Eu queria” manter relações sexuais com ela a segunda vez, mas “começou a gritar, foi daí que lhe apertei o pescoço de novo até que ela morreu”, justificou-se o jovem, que alegou que estava sob o efeito de álcool.

De acordo com a Polícia, escreve aquele jornal, Arone introduziu areia nos órgão genitais da vítima.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!