Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jovem procura pelo pai para se livrar da falta de sorte

Jovem procura pelo pai para se livrar da falta de sorte

Aos 20 anos de idade, Ivo Graciosa Nhassabiano, natural da cidade de Maputo, queixa-se da falta de sorte. Deixou de estudar em circunstâncias que ele diz não saber explicar, sofre de insónia, tem dificuldades em manter uma relação amorosa e os seus trabalhos como animador de eventos (vulgarmente conhecidos por DJ) não estão a correr da melhor maneira. Segundo o jovem, tem de encontrar-se com o pai, que nunca chegou a conhecer, para se libertar da má sorte.

O seu progenitor responde pelo nome de Daniel Monteiro Mulape e é natural de Nampula. Trabalhou nas Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) entre 1985 e 1992 em Maputo como contabilista, onde conheceu a mãe do jovem Ivo Nhassabiano. A relação terminou e ele regressou à terra natal. Não se sabe ao certo se teria sido transferido ou mudado de emprego. Porém, teria deixado grávida de três meses a mulher com a qual vivia maritalmente na capital do país.

Volvidas duas décadas, o filho que nunca chegou a conhecer o seu pai decidiu procurar pelo seu progenitor. O objectivo é único: Ivo, hoje com 20 anos de idade, precisa de se livrar do sofrimento por que está a passar. De acordo com o jovem, a sua vida tornou-se um autêntico martírio.

Da noite para o dia, sem nenhuma explicação, abandonou os estudos. Ivo frequentava o nível médio e até já foi considerado um dos melhores alunos da sua escola. Além de estudante, trabalhava nos tempos livres como DJ, animando festas e espectáculos, uma actividade que fazia com devoção. Nos últimos dias, a situação mudou. Nada agrada ao jovem. Não há explicações claras sobre o que está, exactamente, a acontecer na sua vida.

Ele afirmou ainda que nem sequer consegue assegurar um relacionamento amoroso. Para dormir, o jovem tem de se embriagar, pois sofre de insónia. Devido a essas situações, foi-lhe aconselhado a procurar pelo seu pai. Segundo Ivo, um encontro com o seu progenitor poderá libertá-lo dos maus espíritos. A propósito disso, ele deixou a sua terra natal e, presentemente, encontra-se na cidade de Nampula à procura do pai.

Procurou pela cidade toda e não teve sucesso. O distrito de Ribáuè era dado como o local provável do seu paradeiro. “Conversei com os líderes comunitários e das confissões religiosas, dirigentes das instituições do Estado e outras pessoas influentes, porém, não obtive nenhuma resposta satisfatória”, afirmou Ivo reiterando a sua determinação de encontrar o progenitor.

“Pai é pai, não importa o que fez no passado”.

Há histórias de algumas pessoas que rejeitam os parentes desconhecidos. Mas esse não será o caso de Ivo quando encontrar o seu pai biológico. “Não tenho expectativas exageradas em relação ao meu pai, apenas espero conhecê-lo e tentar cultivar uma amizade de pai e filho que nunca existiu”, disse afirmando que pai é pai, apesar de não ter recebido a sua educação.

Ivo afirmou que não guarda rancor do progenitor pelo facto de ter abandonado a sua mãe grávida e por não se preocupar em conhecer o filho. “Como não vivi a história de vida dos meus pais, não devo guardar mágoas. Somente procurar entender”, anotou.

Informação oculta sobre o pai

Devido ao insucesso na intenção de encontrar o seu pai, o jovem Ivo pediu ajuda ao Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, tendo sido aconselhado a continuar a procurar. Suspeita-se de que poderá ter morrido e a mãe não queira revelar o facto ao filho. “A minha mãe deve estar a esconder alguma coisa sobre o meu pai e não consigo compreender por que razão, pois ela incentivou-me a procurá-lo”, precisou.

Não se sabe nada sobre o seu actual posto de trabalho. O mais grave é que ninguém tem conhecimento do seu paradeiro. Faz muito tempo que ele procura pelo seu pai. “Se não encontrar o meu pai, vou continuar a viver o mesmo inferno”, disse.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!