Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Sindicatos são fracos para lutar pela melhoria da vida dos trabalhadores em Moçambique

Os sindicatos moçambicanos são fracos para persuadir o Governo e os empregadores privados a melhorarem as condições de vida dos trabalhadores através, por exemplo, de aumentos salariais considerados consentâneos com o custo de vida. Durante as negociações não têm tido argumentos convincentes para imporem as suas pretensões.

A posição foi defendida na quarta-feira (30), em Maputo, pelo analista moçambicano Fernando Lima, no lançamento do projecto designado “Piso Social”. Ele realçou que a desvalorização das contribuições da classe laboral para resolução das suas inquietações resulta do fraco poder de negociação. Os sindicatos não conseguem se impor-se perante o Governo.

Para inverter este problema, Lima considera que é preciso se ter intermediários com alto sentido de persuasão e capaz de demonstrar que a situação dos trabalhadores é precária. Por isso, “todos actores do sector do trabalho são chamados à reflexão de modo a assegurar o cumprimento absoluto dos direitos dos trabalhadores e da população mais carenciada, que vê as suas necessidades longe de serem satisfeitas”.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!