Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jogos Olímpicos começaram… e você pode seguir tudo em tempo real connosco

Jogos Olímpicos começaram... e você pode seguir tudo em tempo real connosco

Oficialmente a 30ª edição dos Jogos Olímpicos tiveram início esta sexta-feira (27), quando a rainha Elizabeth II declarou aberta a Olimpíada, após interpretar a si mesma numa vertiginosa encenação que salientou a grandiosidade e excentricidade da nação que inventou o desporto moderno. Entretanto nós já estamos a trazer todas emoções dos Jogos em tempo real no TWITTER @verdademz e os resumos e análises aqui na verdade online, desde a passada quarta-feira quando começou a disputa do torneio feminino de futebol.

Vozes infantis trazidas dos quatro cantos do Reino Unido deram a largada a um exuberante desfile de prados, fábricas e magia digital, perante uma plateia de 60 mil pessoas no Estádio Olímpico, e provavelmente 1 bilhão de espectadores televisivos no mundo todo.

Muitos engasgaram ao verem Elizabeth, de 86 anos, sendo 60 deles como rainha, deixar de lado sua tradicional discrição e aparecer num vídeo em que entrava num helicóptero na companhia do detetive James Bond, encarnado por Daniel Craig, para ser resgatada do Palácio de Buckingham. Em seguida, duplos no papel da rainha e de Bond mergulham de paraquedas rumo ao estádio, e instantes depois ela própria apareceu.

“Em certo sentido, os Jogos Olímpicos a regressar para casa esta noite”, disse o presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge. “Este grande país, apaixonado por desportos, é amplamente reconhecido como o berço do desporto moderno.”

A cerimônia foi aberta pelo ciclista Bradley Wiggins, recente vencedor da Volta da França e candidato a um ouro olímpico no ciclismo de estrada, que tocou o maior sino musical do mundo. Num momento ao mesmo tempo simples e dramático, o estádio silenciou quando cinco gigantescos círculos metálicos incandescentes, simbolicamente forjados nas siderúrgicas britânicas, foram erguidos por balões e formaram o símbolo olímpico, que subiu até a estratosfera.

E, no clímax dessa noite que teve as crianças como protagonistas, sob o tema “Inspire uma Geração”, sete atletas adolescentes tiveram a honra de acender a pira olímpica que arderá durante todos os dias dos Jogos.

Mais de 10 mil atletas de 204 países irão competir em 26 desportos ao longo de 17 dias de disputas, na única cidade do mundo a ter recebido três Olimpíadas da era moderna. Milhares desses atletas estavam presentes no tradicional desfile das delegações nacionais por ordem alfabética.

“Isto é para todos”

O show de abertura, a um custo estimado de 27 milhões de libras foi inspirado na peça “A Tempestade”, de William Shakespeare, a sua meditação no fim da vida sobre a idade e a mortalidade. Mas foram as crianças que ditaram o tom, a partir do momento em que coros infantis apareceram nos telões, cantando quatro canções tradicionais, ao vivo, de paisagens na Inglaterra, Escócia, Gales e Irlanda do Norte.

O cineasta Danny Boyle começou sua abrangente representação histórica enchendo a arena de grama para retratar o idílio pastoril que o poeta romântico William Blake descreveu miticamente como “a terra verde e agradável da Inglaterra”.

Ao final de três horas de festa, David Beckham, ídolo do futebol local que foi crucial para convencer o COI a trazer os Jogos para Londres, desceu de uma lancha carregando a tocha olímpica, depois de um revezamento que mobilizou milhões de pessoas na sua passagem pelo Reino Unido.

Heróis olímpicos do passado, como Muhammad Ali, que acendeu a pira em Atlanta, em 1996, e o remador britânico Steve Redgrave, única pessoa a ganhar medalhas de ouro em cinco Olimpíadas consecutivas, recepcionaram a chama no estádio.

Mas quem acendeu a pira não foi uma celebridade, e sim sete atletas adolescentes posicionados em torno de um espetacular arranjo com mais de 200 “pétalas” de cobre representando os países participantes, e que foram erguidas no centro do estádio para convergir até uma única pira. Momentos depois, uma camara instalada a bordo dos balões mostrou imagens ao vivo dos anéis olímpicos içados previamente. Eles já pairavam na estratosfera, diante do horizonte curvo do planeta, visível abaixo.

A apresentação incluiu referências surreais e às vezes humorísticas aos feitos britânicos, especialmente nas artes e reformas sociais, e terminou com o ex-Beatle Paul McCartney cantando “Hey Jude”.

Muitas sequências transformaram o estádio inteiro em um vasto telão composto por dezenas de milhares de “pixels” presos aos assentos. Uma mensagem gigante, apresentada por Tim Berners-Lee, inventor britânico da “world wide web”, dizia: “Isto é para Todos”.

Equipa de comentadores de luxo no Supersport

Este maior evento desportivo do planeta, que acontece pela terceira vez em Londres, poderá ser acompanhado pelos moçambicanos em directo pela televisão em canais dedicados da Supersport: o Supersport 3, Supersport 4, Supersport 5, Supersport 6, Supersport 7, Supersport Maximo 1, Supersport Maximo 2 e ainda no HD2.

Para além de analistas e especialistas de cada uma das modalidades em competição o Supersport conta com reforços de luxo: Carl Lewis (nove vezes campeão olímpico em Atletismo), Ryk Neethling (campeão olímpico em 2004 na Natação), Dame Kelly Holmes (campeã olímpica nos 800m em 2004), e também Wilfred Bungei (campeão olímpico em título), vão estar a comentar em directo esta olimpíada.

Nos canais Supersport, e adicionalmente às transmissões em directo, haverão dois magazines o “London Calling”, programa semanal apresentado em directo, e o “Mind the Gap”, programa diário de 15 minutos. Os resumos poderão ser vistos no canal Blitz, onde também haverá uma actualização permanente de todos os resultados disponíveis em cada uma das modalidades em competição.

Para os telespectadores falantes da língua de camões o Supersport vai transmitir a olimpíada 24 horas, em cada um dos dias dos Jogos, no Maximo 1 e ainda no Maximo 2 para outros directos que aconteçam em simultâneo.

Paraolímpicos

A competição dos Jogos paraolímpicos começa a 29 de Agosto, e dura até 9 de Setembro, e terá cobertura diária no SuperSport 6 com especial destaque para as provas onde participam atletas africanos.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!