Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jogos de Rio-2016 serão os primeiros do século XXI com golfe e rugby

O Comitê Olímpico Internacional (COI) aprovou esta sexta-feira em Copenhague a entrada, a partir de 2016, de dois novos esportes, o rugby e o golfe, na programação dos Jogos, e reelegeu o belga Jacques Rogge, 67 anos, para um segundo mandato de quatro anos.

Jacques Rogge, que não tinha concorrentes, foi reeleito com 88 votos a favor, um contra e três abstenções. Ele vai poder agora se dedicar às prioridades que definiu para seu segundo mandato: luta contra o doping, democratização do movimento olímpico, iniciativas em favor da juventude e promoção de novos desportos. Rogge defende uma política de tolerância zero para o doping.

Os controles antidoping foram praticamente multiplicados por dois entre os Jogos de Sydney (2000) e os de Pequim (2008), quando 4.770 testes foram efetuados. Para as Olimpíadas de Londres-2012, a previsão é de 5.550 testes.

O presidente do COI também quer seguir adiante com a democratização do movimento olímpico, sobretudo no que se refere às mulheres. No entanto, apenas uma mulher está entre os seis novos membros eleitos nesta sexta-feira. A única verdadeira novidade do mandato de Rogge será os Jogos Olímpicos da juventude, cuja primeira edição está prevista para agosto de 2010 em Cingapura. Além disso, Rio de Janeiro será em 2016 a primeira cidade olímpica do século XXI a receber competições de golfe e rugby.

Estes dois desportos, que chegaram a integrar o programa dos Jogos no início do século XX, vão substituir o beisebol e o softball, eliminados depois de Pequim-2008. Assim, haverá 28 esportes – o número máximo permitido pelo COI – nos Jogos de Rio-2016.

A entrada do rugby foi aprovada por 81 votos a favor e oito contra, e a do golfe por 63 votos a favor e 27 contra. “É um momento histórico para o rúgbi”, festejou Bernard Lapasset, presidente do International Rugby Board (IRB).

Para o golfe, a Federação Internacional (IGF) prometeu que os melhores do mundo participarão das Olimpíadas. O torneio olímpico de golfe será disputado por 60 homens e 60 mulheres num percurso de 72 buracos. “É muito importante para nosso esporte, já praticado por 60 milhões de pessoas em todo o mundo”, comemorou Peter Dawson, presidente da IGF.

Golfe e rugby ficarão na programação dos Jogos pelo menos até 2020.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!