Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jogos Africanos: COJA pede colaboração dos diplomatas

O Comité Organizador dos X Jogos Africanos (COJA) manifestou esta sexta-feira o desejo de ver as missões diplomáticas de países africanos em Moçambique a se envolverem activamente no processo de preparação e realização do evento, a ter lugar de 3 a 18 de Setembro próximo, em Maputo.

O pedido de colaboração nesse sentido foi formulado durante uma reunião que o COJA manteve esta sexta-feira, numa das unidades hoteleiras da capital moçambicana, com os embaixadores africanos acreditados em Maputo. Penalva Cezar, director-geral adjunto do COJA, explicou aos diplomatas das representações africanas sedeadas em Maputo sobre o estágio actual dos preparativos desta edição dos Jogos Africanos, tendo assegurado que tudo está sendo feito para garantir o sucesso do evento.

Segundo ele, estão em curso e numa fase avançada várias actividades no âmbito deste evento como, por exemplo, a construção da Vila Olímpica que vai albergar os cerca de 6.500 atletas, ao mesmo tempo que se trabalha na reabilitação de recintos desportivos, que vão acolher as 24 modalidades.

Para além do Estádio Nacional do Zimpeto, já concluído, obras de reabilitação decorrem no campo do Costa do Sol, a ser utilizado para os treinos, e nos pavilhões da Académica, Estrela Vermelha e do Maxaquene, em Maputo. Penalva Cezar explicou igualmente aos embaixadores que algumas das modalidades decorrerão na cidade da Matola (tiro) e em Chidenguele, na província meridional de Gaza (para o caso de canoagem e vela), onde também estão em curso obras de construção e reabilitação de algumas infra-estruturas.

Na ocasião, Penalva Cezar garantiu que as obras em curso no âmbito dos X Jogos Africanos serão concluídas dentro dos prazos. Porém, reconheceu que o tempo está cada vez mais a esgotar-se, daí que algumas das actividades estão a ser efectivadas de forma paralela. O COJA aproveitou a ocasião para divulgar as facilidades que estão sendo preparadas nas componentes técnica, logística, sanitária, entre outras para que o evento decorra sem sobressaltos.

Aliás, para uma maior coordenação entre as delegações estrangeiras e o comité organizador, Penalva Cezar pediu a colaboração dos embaixadores, através de indicação de um “focal point”, que servirá de elo de ligação. “Gostaríamos que, até Abril próximo, os embaixadores indicassem o focal point que vai fazer esta ligação entre o COJA e as delegações”, pediu o director-geral adjunto deste Comité.

No final do encontro, o primeiro de uma série de tantos que deverão ter lugar nos próximos meses no âmbito do movimento preparativo do evento, os embaixadores manifestaram-se receptivos e garantiram o seu apoio, incluindo na divulgação dos X Jogos Africanos nos respectivos países.

Falando a jornalistas, o embaixador da Argélia, Ahmed Tazir, disse estar optimista quanto ao sucesso do evento, o que seria um orgulho para todos os africanos. “Somos todos africanos. O sucesso deste evento constitui um orgulho para todos os africanos”, afirmou Tazir, para quem o seu país está preparado. Segundo ele, a Argélia vai enviar uma delegação de cerca de 350 atletas para quase todas as 24 modalidades.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!