Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jogadores e treinadores estrangeiros de futebol serão extraditados de Moçambique

Depois da moratória de 30 dias concedida aos clubes de futebol moçambicano para a correcção de infracções contratuais, o Ministério do Trabalho assinalou que alguns não regularizam a situação dos seus trabalhadores. Trata-se do Costa do Sol, do Maxaquene, do Vilankulo FC, do Têxtil de Púnguè e do Ferroviário de Nampula, equipas que militam no Moçambola, que terão os treinadores e alguns jogadores expatriados para os seus países de origem.

É uma decisão história do Ministério do Trabalho de Moçambique que, para além de estabelecer multas pesadas aos clubes, que variam entre os dois e os oito milhões de meticais, decidiu também encaminhar aos Serviços Nacionais de Migração o despacho da extradição para os países de origem e de carácter urgente, a seguinte lista de cidadãos ilegais no território moçambicano:

– Diamantino Miranda, treinador de nacionalidade portuguesa; Nelson Silva Santos, treinador de nacionalidade portuguesa; Humgdou Anta Diagne, jogador de nacionalidade senegalesa; José Inácio Barbosa, jogador de nacionalidade portuguesa; Mathews Masha, jogador de nacionalidade zambiana; Michael Shoko, jogador de nacionalidade zimbabweana; e Themba Maringa, jogador de nacionalidade sul-africana (Costa do Sol).

– Moises Chuvula, jogador de nacionalidade malawiana; Chikwepo Malawgana, jogador de nacionalidade malawiana; Emmanuel Eboh, jogador de nacionalidade nigeriana; Marvin Chistopher, jogador de nacionalidade sul-africana; e Mfiki Mthimkulu, jogador de nacionalidade sul-africana (Maxaquene).

– Ernesto Soares, guarda-redes de nacionalidade cabo-verdiana; e Mathew Tendai, jogador de nacionalidade zimbabweana (Vilankulo FC);

– Godfrey Makande, jogador de nacionalidade zimbabweana; Michel Nyamuksa, jogador de nacionalidade zimbabweana; Jude Nworah, jogador de nacionalidade nigeriana; e Bernard Bvumbwe, jogador de nacionalidade zimbabweana (Têxtil de Púnguè).

– Ernesto Ejiford Ugwanyi, jogador de nacionalidade nigeriana; Rafik Mussa, jogador de nacionalidade malawiana; Simplex Nthara, jogador de nacionalidade malawiana; Vincent chinthenga, jogador de nacionalidade malawiana; Robson banda, jogador de nacionalidade malawiana; Foster Namwera, jogador de nacionalidade malawiana; Rogério Gonçalves, treinador de nacionalidade portuguesa; Nuno da Silva, treinador-adjunto de nacionalidade portuguesa; e Ibanes Dzikambane, treinador-adjunto de nacionalidade portuguesa (Ferroviário de Nampula)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!