Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Jogadores mantêm greve e dizem que não disputarão Campeonato Argentino

O secretário-geral do sindicato dos jogadores argentinos (FAA), Sergio Marchi, disse nesta quinta-feira que os atletas continuam em greve e não se apresentarão para a 15ª jornada do campeonato nacional, marcada para começar nesta sexta, mesmo com a pressão que vêm sofrendo por parte dos dirigentes.

“Estão a dizer que a greve acabou, mas está tudo como antes. Não conseguimos falar com a comissão normalizadora (da Associação do Futebol Argentino). Estão a pressionar-nos com a perda de pontos e a dizer que estão a preparar as equipes com jogadores da base”, disse Marchi em entrevista colectiva. “Não temos nenhuma proposta económica firme e continuamos a sustentar que enquanto o dinheiro não for depositado, a medida está vigente. Vamos ter uma reunião com os jogadores hoje para explicar-lhes esta situação”, acrescentou.

O sindicato anunciou na última sexta-feira que os atletas não se apresentarão para partidas do Campeonato Argentino até que os clubes saldem a dívida com eles, no valor total de 260 milhões de pesos (cerca de 20 milhões de dólares norte-americanos).

Na manhã desta quinta, o governo argentino oficializou o pagamento de 350 milhões de pesos à Federação Argentina de Futebol(AFA) pela rescisão do contrato do programa Futebol Para Todos, pelo qual os jogos eram transmitidos desde 2009 através de canais de televisão abertos.

“O dinheiro pago pelo Estado é um dinheiro que não satisfaz as exigências dos jogadores. Dos 350 milhões, há clubes que estão irregulares. Não se pode tomar o dinheiro dos que fizeram um bom trabalho. Ninguém tem de pagar a dívida do outro”, destacou o secretário-geral da FAA.

Marchi também denunciou que os clubes estão a pressionar os jogadores a irem a campo. “Os dirigentes são os que geraram esta dívida, não estão em posição de colocar nada. Precisamos que paguem os jogadores. Colocamos à AFA que nos diga que dinheiro têm à disposição e até agora ainda não responderam”, criticou.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!