Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Joalheiros de NY admitem venda de uma tonelada de marfim ilegal

Dois joalheiros de Nova York confessaram, Quinta-feira (12), que venderam cerca de 1 tonelada de marfim ilegal, num valor superior a 2 milhões de dólares, incluindo presas de elefantes aparentemente caçados apenas para satisfazer a uma elevação na demanda, segundo as autoridades.

A grande apreensão de produtos de luxo, incluindo colares e braceletes de marfim e presas finamente esculpidas, foi uma das maiores já realizadas na cidade de Nova York, segundo o promotor distrital Cyrus Vance, de Manhattan.

“Os caçadores não deveriam ter mercado em Manhattan”, disse Vance em nota à imprensa. “Precisamos de coibir o lado da demanda no comércio ilegal de marfim bem aqui na nossa casa.”

Os joalheiros Mukesh Gupta e Johnson Jung-Chien Lu aceitaram um acordo pelo qual dispõem-se a devolver o marfim ilegal e pagar multas de 45.000 e 10.000 dólares, respectivamente.

O dinheiro será revertido à Sociedade de Conservação da Vida Selvagem. Gupta, de 67 anos, e Lu, de 56, confessaram a comercialização ilegal de bens naturais, uma vez que vendiam peças de marfim nas suas joalherias próximas do famoso Bairro dos Diamantes, em Manhattan.

Uma lei estadual de Nova York estipula que o marfim e seus produtos só podem ser vendidos com uma autorização especial e com provas de que os artigos foram obtidos antes que os elefantes asiáticos e africanos fossem catalogados como espécies ameaçadas, na década de 1970.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!