Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Japão pode oferecer medicamento sem aprovação para o ébola

O Japão gostaria de oferecer um medicamento para ajudar a tratar o letal vírus do ébola antes de a Organização Mundial da Saúde (OMS) tomar uma decisão oficial sobre o seu uso, disse o porta-voz do alto escalão do governo do país, esta segunda-feira (25).

O secretário-chefe do Gabinete, Yoshihide Suga, disse numa conferência de imprensa que o Japão foi questionado por alguns países sobre o medicamento para influenza favipiravir, ou T-705, como é conhecida no código de desenvolvimento.

“Recebi informações de que os profissionais de medicina podem fazer uma solicitação pela T-705 numa emergência mesmo antes de uma decisão (sobre aprovação) pela OMS. Nesse caso, gostaríamos de responder sob certos critérios”, disse ele.

A japonesa Fujifilm Holdings e a parceira norte-americana MediVector estão em conversas com a Administração de Alimentos e Drogas (FDA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos para o envio de requerimento para ampliar o uso do favipiravir como tratamento para o Ebola.

A epidemia do Ebola no oeste da África já matou mais de mil pessoas e levou a OMS a declarar uma emergência internacional de saúde.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!