Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Japão financia construção de centro de saúde rural em Boane

O Governo do Japão, através da sua Embaixada em Maputo, disponibilizou 88.425 dólares norte-americanos para a construção de um Centro de Saúde Rural na povoação de Ambrósio, no distrito de Boane, província de Maputo, no Sul de Moçambique.

O projecto, cujas obras terão a duração de seis meses, será implementado pelo Futuro Conjunto (FUCOM), uma organização não governamental moçambicana. O mesmo consistira na edificação do Centro de Saúde Rural composto por uma sala de atendimento, dois sanitários e equipamento médico.

A primeira pedra, marcando o arranque da construção, foi lançada hoje, naquele povoado da localidade de Mahubo, pelo director distrital da Saúde, em Boane, Arnaldo de Jesus Maria, em representação do Governo local, num acto que contou com a presença de Atsuko Negami, Assessora para Cooperação Económica na Embaixada japonesa em Maputo, em representação do Governo nipónico.

O Centro de Saúde, segundo os proponentes, vai beneficiar directamente cerca de cinco mil pessoas do povoado de Ambrósio e de forma indirecta outras cerca de 15 mil, que virão não só de Boane, como também dos distritos vizinhos de Namaacha e Matutuine.

Katia Momade, da Embaixada do Japão em Maputo, disse que este projecto surge no âmbito do programa de apoio a projectos comunitários que o Governo nipónico tem vindo a disponibilizar a Moçambique. Com base nesta iniciativa, o Japão tem apoiado a implementação de seis projectos por ano.

No que diz respeito ao presente projecto, segundo Katia Momade, o Japão vai disponibilizar uma parte do equipamento. A outra parte, incluindo o pessoal médico e auxiliar, será disponibilizada pelo Executivo moçambicano.

Katia Momade justificou a escolha do povoado de Ambrósio, na localidade de Mahubo apontando que “e um ponto de cruzamento entre três distritos”. Tratase de um ponto estratégico que vai permitir o acesso aos serviços de saúde aos habitantes dos três lados.

Neste momento, disse Momade, a Embaixada nipónica, que já ergueu naquela zona a Escola Primaria de Chigubo, esta envolvida num processo de selecção dos seis projectos a serem contemplados pelo financiamento disponibilizado para o presente ano.

Desde 2001, o Governo japonês, através da sua Embaixada em Maputo, já gastou cerca de 204.150 dólares norteamericanos no apoio a implementação de quatro projectos da área da saúde em várias regiões do país.

O distrito de Boane conta actualmente com um total de 10 unidades sanitárias, sendo três postos de saúde e sete centros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!