Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Irmandade na Síria cobra armas do Ocidente para a oposição

A Irmandade Muçulmana da Síria cobrou, este Domingo (7), dos Estados Unidos e da Europa o prometido apoio militar, depois de a coligação da oposição síria ter eleito um novo presidente e terminado com meses de vácuo político.

Os Estados Unidos têm sinalizado com a possibilidade do envio de armas, mas não há confirmações sobre chegada de carregamentos vindos dos hesitantes países ocidentais.

“Estamos a nos sentir abandonados e desapontados pois os Estados Unidos e a Europa têm recuado em relação ao apoio militar e chamamos a comunidade internacional a cumprir com as suas obrigações”, afirmou a Irmandade numa mensagem via Twitter.

A oposição pede armamento avançado depois de o presidente Bashar al-Assad ter lançado uma nova ofensiva na região central da Síria com o apoio do Hezbollah.

As potências ocidentais mostram hesitação em enviar as armas. Um dos motivos são as divisões na oposição. Os grupos ficaram meses sem um acordo para eleger um líder.

Os países ocidentais também preocupam-se com radicalismo islâmico na Síria, que poderia se apossar de armas enviadas.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!