Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Irmandade Muçulmana anuncia prisão de dirigentes

Três dirigentes da Irmandade Muçulmana do Egito, principal força de oposição do país, foram detidos na madrugada de segunda-feira, entre eles o número dois do movimento islâmico, anunciou o site da formação.

Mahmud Ezzat, auxiliar do guia da Irmandade egípcia, foi detido ao lado de outros dois dirigentes, Essam Erian e Abdel Rahman el Berr, segundo o advogado do movimento, Abdel Moneim Abdel Maksud. Ele disse ainda que outros 10 membros da Irmandade Muçulmana foram detidos em várias cidades do país. Nenhuma confirmação oficial das detenções foi obtida até o momento.

A Irmandade Muçulmana é a a principal força de oposição do país, mas oficialmente o movimento está proibido como partido político no Egipto, embora seja tolerado de facto. Os membros do grupo são regularmente detidos. O movimento conseguiu um resultado histórico nas eleições legislativas de 2005, quando conseguiu eleger 20% dos representantes no Parlamento com candidatos que se declararam “independentes”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!