Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

IPEX E “First Natural Choice” estudam certificação orgânica do ananás de Muxúnguè

O Instituto de Promoção de Investimentos (IPEX) e a empresa sul-africana “First Natural Choice” estão a estudar a certificação orgânica do ananás produzido no posto administrativo de Muxúnguè, distrito de Chibabava na província central de Sofala, para exportação.

O estudo, segundo o director provincial da Indústria e Comércio em Sofala, José Ferreira, tem em vista viabilizar o arranque do processamento de cerca de 140 toneladas de ananás por dia através de instalação de uma unidade móvel de processamento a ser importada ainda no corrente ano.

Actualmente, existem naquele ponto do país cerca de 500 produtores do ananás, a maioria dos quais operam enquadrados em cinco associações, nomeadamente, a Murombo Ngarime (AMUR), Tchungamoio, Tamawaedja, Cugara Cuzuana (ACUZUANA) e Produtores de Frutas (APROFRUTAC).

O director Provincial da Indústria e Comércio de Sofala, e citado pelo jornal “Diário de Moçambique” como tendo que com aquela capacidade, espera-se que a unidade fabril absorva toda a produção anual de ananás na zona.

No conjunto, as cinco associações de Muxúnguè produzem cerca de 60 mil toneladas de ananás por ano, ocupando uma área de três mil hectares.

Para além do referido estudo, a fonte disse que já foi feita uma auditoria internacional para a verificação das condições de produção do ananás em Muxúnguè, de modo a abastecer os mercados da África do Sul e da Alemanha.

Dados do IPEX referem que 97 por cento do ananás produzido pelas associações em Muxúnguè é da variedade “Smooth Caysnne”, com diâmetro entre oito e 13 centímetros e um peso bruto que varia de 2,5 a 5 quilogramas.

As outras variedades produzidas em Muxungue são a “Queen”, com peso de 1,5 a 2,5 quilogramas, e Abacaxi, com peso inferior a 1,5 quilogramas O ananás é considerado um produto de alto valor económico e nutricional, constituindo deste modo uma das principais fontes de renda das populações envolvidas na sua produção.

Para a divulgação do potencial deste produto tem lugar, próxima semana em Muxúnguè, o primeiro festival provincial do ananás, um evento que consistirá na exposição e venda do ananás, para além da gastronomia. Também serão apresentados vários subprodutos daquela cultura.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!