Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Instituto Nacional de Gestão de Calamidades capacita comités de gestão de riscos

O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades, INGC, no distrito de Cuamba, na província do Niassa, encontra-se a promover acções de criação e capacitação de comités locais de gestão de riscos naquele ponto do país, segundo dados recolhidos pela nossa Reportagem, esta semana, junto da delegação distrital da referida instituição.

Segundo a referida fonte, tais acções que decorrem em parceria com outras entidades, visam fundamentalmente dotar esses comités, de conhecimentos e capacidade de prontidão, em termos de resposta, em caso da ocorrência de qualquer calamidade natural na região.

De acordo com a direcção do Instituto de Gestão de Calamidades em Cuamba, o objectivo é criar e capacitar os comités de gestão de risco em todo o distrito de Cuamba, envolvendo os líderes comunitários.

Até ao momento foram criados e capacitados um total de seis comités que por não abrangerem todo o distrito, estão ser desenvolvidos esforços por forma expandir essas estruturas em todo o distrito.

Por conseguinte, e segundo a direcção do Instituto de Gestão de Calamidades no distrito de Cuamba, as dificuldades de natureza material e financeira com que se debate presentemente a instituição, fazem com que o processo da criação e capacitação de comités de gestão de riscos não seja célere como seria de desejar.

No presente ano, o distrito de Cuamba, conforme os dados do INGC, não registou nenhuma situação relacionada com calamidades naturais. Mas, mesmo assim, não deixa que aquele sector esteja permanentemente preparado para fazer face a qualquer eventualidade de ocorrência de um problema do género.

Por outro lado, a delegação do Instituto de Gestão de Calamidades em Cuamba diz estar satisfeita pelo facto de, neste momento, naquele distrito situado a sul da província do Niassa, a segurança alimentar ter sido assegurada mercê. em parte, da distribuição atempada de sementes e utensílios agrícolas aos camponeses por parte da direcção distrital de Agricultura.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!