Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Inspecção do Trabalho vai revisitar 653 empresas advertidas em Abril passado

A Inspecção-Geral do Trabalho (IGT) voltará a visitar 653 empresas e outras unidades de produção de todo o país advertidas em Abril passado, após ter constatado diversas violações à legislação laboral vigente no país,  com vista a verificar o grau de cumprimento das decisões deixadas naquele mês.

Outras 236 foram sancionadas, nos termos da mesma lei. As acções de fiscalização abrangeram 26.366 trabalhadores, entre os quais 5.637 do sexo feminino, bem como 448 de diversas nacionalidades estrangeiras, sendo que destes 31 foram imediatamente suspensos das suas actividades, por se encontrarem ilegalmente no país, explica um comunicado de Imprensa enviado ao @Verdade.

No total foram registadas 889 infracções laborais, de diversificados contexto, incluindo maus tratos a trabalhado0res. Em termos de cidadãos estrangeiros surpreendidos pela IGT nas empresas, a província de Nampula foi a que maior número registo, com 13, seguindo-se de Sofala com 6, incluindo no número de infracções, que atingiu 36 casos.

Quanto a acidentes de trabalho, a cidade de Maputo liderou a lista com 20 casos, contra 13 de Sofala e 6 de Tete. Três trabalhadores perderam a vida nesses sinistros, que totalizaram 43 a nível nacional, anota o documento a que nos referimos.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!