Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Inhambane encaixa 50,2 milhões de meticais

A exportação de bagaço e fibra de coco resultou, entre 2004 a 2009, num encaixe pela província de Inhambane de cerca de 50,2 milhões de meticais, segundo o Instituto para Promoção das Exportações (IPEX) do Ministério da Indústria e Comércio.

 

 

No mesmo período e na exportação de óleo cru de coco, a província rendeu o correspondente a cerca de 38,2 milhões de meticais, segundo igualmente o IPEX que destaca 2005 como o ano em que a região arrecadou o valor global de 98,8 milhões de meticais, contra 44,8 milhões de meticais conseguidos na exportação de 2009 do mesmo produto.

No bagaço, a maior receita foi encaixada em 2006 na ordem de 16,9 milhões de meticais, enquanto em fibra de coco 2009 foi o período “boom” de Inhambane, ao ter obtido o montante global de 8,8 milhões de meticais.

Inhambane e Zambézia são, entretanto, as províncias moçambicanas tidas como maiores produtoras de coco, não obstante a doença de amarelecimento letal do coqueiro estar a fustigar plantas da última região.

Em curso, visando debelar a contrariedade, está um programa financiado pelo Millennium Challenge Account (MCA) dos Estados Unidos da América (EUA).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!