Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Índia vai financiar projecto de electrificação de Maputo

A empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM) anunciou a implementação de um projecto de electrificação da região de Maputo orçado em 250 milhões de dólares, que deverá arrancar antes do final do corrente ano, e que conta com financiamento do governo indiano.

O investimento foi anunciado pelo presidente do Conselho de Administração (PCA) da EDM, Augusto de Sousa Fernando, em confer- ência de imprensa recente. Na ocasião, Sousa disse que o projecto encontra-se na fase de elaboração da documentação, que será seguida de um concurso para se apurar o empreiteiro.

“A nossa perspectiva é iniciar o projecto em Junho próximo e as obras vão se prolongar até 2016”, disse a fonte. O PCA da EDM disse que este projecto vai “ajudar muito” para responder as necessidades de consumo de energia resultante das inúmeras novas obras em curso em Maputo, mas advertiu que não é apenas com esse investimento que estará resolvido o problema de qualidade de energia.

“Maputo, a semelhança de todo o país no geral, está sempre a crescer e precisa de novos investimentos numa base regular para responder a crescente procura de energia”, disse ele.

A título de exemplo, Fernando apontou a região norte do país – particularmente a região de Nacala – cujo consumo registou um crescimento de 26 por cento no ano passado. “Precisamos de novos investimentos para aquela região, onde é necessário con- struir uma segunda linha e isso são projectos onerosos”, disse ele.

“Associado a estes projectos, é necessário construir mais centrais, já que não basta ter redes, linhas de transporte sem centrais”, acrescentou a fonte, indicando que esse tipo de investimentos irá ajudar a responder a crescente taxa de consumo de energia.

Actualmente, a taxa de acesso de electrificação em Moçambique é de 23 por cento, de acordo com o PCA da EDM. Ano passado, a empresa realizou cerca de 130 mil novas ligações, precisando por isso de novas infra-estruturas para corresponder a este ritmo de crescimento.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!