Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Índia lembra um ano dos atentados de Mumbai

A Índia deu início na quinta-feira às cerimônias de recordação de um ano dos atentados de Mumbai, em 26 de Nnovembro de 2008, com homenagens às 166 pessoas assassinadas por um grupo terrorista.

As Forças Armadas indianas, muito criticadas ano passado pela falta de previsão aos ataques, desfilaram pela manhã em Mumbai, com muitos equipamentos adquiridos após uma remodelação financiada pelo governo com 27 milhões de dólares para reforçar a segurança. Ao longo do dia estão previstas muitas orações públicas perto dos locais onde as vítimas foram mortas, incluindo 25 estrangeiros.

Na tarde de 26 de Novembro de 2008, 10 homens fortemente armados e que chegaram a Mumbai de barco, atacaram dois hotéis de luxo, um restaurante, um centro cultural judaico e a principal estação ferroviária da cidade. Durante 60 horas de ataque, acompanhadas pela imprensa de todo o mundo, o país ficou refém dos terroristas. O governo indiano acusou o vizinho e rival Paquistão pelo atentado.

O aniversário da tragédia acontece em um momento de pressão de Nova Délhi sobre Islamabad para erradicar os grupos terroristas. Índia e Estados Unidos acusam o grupo armado extremista muçulmano Lashkar-e-Taïba (LeT), baseado no Paquistão, de ter organizado e executado os ataques de Mumbai.

Nova Délhi afirma que os 10 terroristas paquistaneses, dos quais apenas um sobreviveu, receberam apoio logístico dos serviços secretos paquistaneses. Um tribunal especial do Paquistão acuso formalmente sete paquistaneses de participação no planejamento dos ataques.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!