Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Índia acusa Paquistão de matar soldados na Caxemira

A Índia acusou, esta Terça-feira (9), o seu velho inimigo Paquistão de enviar tropas para o outro lado da linha militarizada que divide a disputada região da Caxemira, provocando um confronto que teria deixado dois soldados indianos mortos e um ferido.

O corpo de um dos soldados foi encontrado “gravemente mutilado” numa área de florestas na parte da Caxemira controlada pela Índia, segundo o porta-voz do Comando Norte do Exército indiano, Rajesh K. Kalia.

O Exército disse que noutro incidente, horas depois, os dois lados trocaram tiros durante mais de uma hora através da chamada Linha de Controle, que divide a Caxemira, um território do Himalaia reivindicado pelos dois países.

O Exército disse que não houve baixas nesse segundo incidente. Um porta-voz militar paquistanês negou a ocorrência dos incidentes, que a Índia qualificou como “disparos não-provocados”.

Esse porta-voz do Paquistão disse que as acusações indianas são uma “propaganda” para desviar as atenções de um confronto ocorrido junto à linha divisória dois dias antes, no qual o Paquistão disse ter tido um soldado morto durante uma incursão indiana.

A Índia nega que os seus soldados tenham invadido. Nova Délhi considera que toda a região da Caxemira, um cenário de montes nevados e vales férteis, pertence à Índia.

Já Islamabad cobra a implementação de uma resolução de 1948 da ONU que estabelece a realização de um plebiscito para que os caxemires decidam a que país querem pertencer. A Índia e o Paquistão já travaram três guerras desde a sua independência, em 1947, sendo duas delas por causa da Caxemira.

“O governo da Índia considera o incidente uma acção provocativa, e o condenamos”, disse o Ministério da Defesa em nota. “O governo vai levar o incidente ao governo do Paquistão. Esperamos que Islamabad honre estritamente o acordo de cessar-fogo.”

Disparos e pequenas escaramuças entre os dois países são comuns ao longo da Linha de Controle, apesar de um cessar-fogo e de uma lenta melhoria nas relações bilaterais. O Exército indiano diz que oito soldados seus foram mortos em 75 incidentes ocorridos em 2012.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!