Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Incumprimento de normas florestais pode levar empresa a fechar as portas em Nampula

Uma das seis empresas concessionárias de extensas áreas de exploração florestal na província de Nampula, Norte de Moçambique, pode perder a sua licença e encerrar as portas devido ao incumprimento de algumas normas do ramo.

Dados da Direcção Provincial da Agricultura em Nampula indicam que a empresa em causa, cujo nome não foi revelado, nas suas actividades procede de uma forma não exemplar, não ajuda a população a combater a falta de emprego e nem a promover o reflorestamento das zonas onde decorre a exploração dos recursos florestais.

Segundo aquela entidade, enquanto uma das firmas poderá parar de funcionar as outras foram advertidas no sentido de nos próximos tempos resolverem os problemas constatados.

Paulo Feniasse, chefe do Departamento da Floresta e Fauna Bravia na Direcção Provincial da Agricultura, disse que o que se pretende é que as normas florestais sejam rigorosamente cumpridas e a mão-de-obra local valorizada.

Sem apontar os nomes dos implicados na transgressão do regulamento florestal, Paulo Feniasse, disse que em Nampula operam as empresas: Tong Fa, Madeiras de Memba, Madeiras Ali Ussene, Pemba Furnishing, Africa Timber e Green Timber. Este ano, a província prevê explorar em média entre 43 a 57 mil metros cúbicos de madeiras.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!