Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Inaugurado Centro de Saúde José Macamo

A Embaixada norteamericana em Maputo e o Governo moçambicano inauguraramna quinta-feira as novas instalações do Centro de Saúde José Macamo, localizado nos arredores da capital do país, após a sua reabilitação e ampliação. As obras foram financiadas com mais de 800 mil dólares desembolsado pelos fundos do Programa de Emergência do Presidente dos Estados Unidos da América para o Alívio do SIDA (PEPFAR).

Esta reabilitação do Centro de Saúde, anexo ao Hospital Geral José Macamo, é parte de um projecto de cinco anos dirigido pelo (CDC), Centro de Controlo e Prevenção de Doenças do governo dos Estados Unidos da América (EUA) e o Centro Internacional para Programas de Cuidados e Tratamentos do SIDA (ICAP) da Universidade de Columbia, em parceria com o Ministério moçambicano da Saúde (MISAU). Falando à jornalistas após a inauguração do centro, Josué Lima, do ICAP, explicou que, depois das obras, o Centro de Saúde José Macamo ficou três vezes maior em relação a capacidade anterior, podendo agora contribuir para melhorar os serviços de saúde de cerca de 327 mil pessoas residentes nas imediações do hospital.

“Em Moçambique, nós trabalhamos nas áreas de prevenção da transmissão de HIV/SIDA da mãe para o bebé, tratamento do HIV/SIDA, na área da saúde maternoinfantil, fortalecimento dos sistemas de saúde, infra-estruturas em Maputo cidade e província e nas províncias de Gaza e Inhambane (também no Sul do país), Zambézia (Centro) e Nampula (Norte)”, disse ele. Segundo a fonte, só na componente de infra-estruturas, este projecto já interveio na reabilitação de 70 empreendimentos ao nível nacional.

Além disso, este projecto tem o objectivo de promover o atendimento de melhor qualidade aos doentes, apostando na inovação e treinamento de pessoal. Aliás, esta organização considera que a nova estrutura do hospital vai melhorar a qualidade do tratamento e cuidados de cerca de 11.404 pessoas que vivem com o HIV, concentrando num único lugar os serviços integrados necessários para servir eficazmente as necessidades deste grupo populacional. Em contacto com a imprensa, a directora do Centro de Saúde José Macamo, Elsa Patrício, disse que esta unidade sanitária passou a ter um total de 21 gabinetes clínicos destinados ao atendimento público, contra os anteriores 10.

“Antes não realizávamos as consultas de Dermatologia e de Psicologia aqui no centro, mas agora já temos condições para o efeito”, disse ela, acrescentando que o novo centro está agora equipado de pessoal médico, pessoal de enfermagem, técnicos de medicina, agentes de medicina, dermatologistas e dois psicólogos. Um comunicado de imprensa da Embaixada norte-americana em Maputo considera que o PEPFAR é o maior compromisso, na história mundial, assumido por um único país numa iniciativa internacional de saúde.

“Desde que foi lançado em 2003, este já disponibilizou cerca de 19 biliões de dólares norte-americanos, incluindo cerca de 600 milhões de dólares a Moçambique. Ate ao final de 2009, o PEPFAR deverá disponibilizar a Moçambique cerca de 228 milhões de dólares.

O PEPFAR em Moçambique actua nas áreas de prevenção, tratamento, cuidados de saúde e na capacitação institucional”, lê-se no comunicado.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!