Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Inaugurada nova fábrica de cerveja

Inaugurada nova fábrica de cerveja

A empresa Cervejas de Moçambique (CDM) acaba de inaugurar uma nova fábrica na cidade de Nampula. Com uma capacidade anual para produzir 430 mil hectolitros de cerveja, o que corresponde a 6,5 milhões de caixas por ano, a nova unidade fábril emprega directamente 131 moçambicanos e, de forma indirecta, vai proporcionar rendimentos a outras 10 mil pessoas.

Entre revendedores e outros intervenientes na cadeia de distribuição e consumo nas províncias do norte do país, nomeadamente Nampula, Cabo Delgado e Niassa. Na área de enchimento, existe uma linha de garrafas com a capacidade para produzir 2.000 caixas de cerveja por hora, e uma outra de barris que enche 30 barris por hora.

A nova fábrica da CDM em Nampula produz actualmente cerveja em garrafa das marcas Manica, 2M e Laurentina Preta e ao nível de barris a 2M e a Laurentina Preta, que estão a ser distribuídas para o mercado a nível da zona norte, além da província central da Zambézia. Segundo foi revelado na cerimónia de inauguração, os accionistas da CDM despenderam um total de 65 milhões de dólares norteamericanos na edificação de raiz e apetrechamento desta nova unidade fabril, com grande parte dos equipamentos, de origem alemã, robotizados.

Mark Bowman, director geral da SABMiller, accionista principal da CDM, referiu ter sido escolhida a cidade de Nampula por se acreditar no crescimento desta urbe, também chamada capital do norte. Revelou ainda a oferta de 100.000 dólares norte-americanos, a ser aplicados em apoios na área da saúde pública, através do governo provincial de Nampula.

A presidente do Conselho de Administração da CDM, Izidora Faztudo, disse à margem da cerimónia que a existência desta fábrica, além de contribuir para a diminuição da pobreza através da criação de novos postos de trabalho e geração de rendimentos aos intervenientes na distribuição, vai igualmente proporcionar ao Estado uma maior colecta de impostos, o que significa a construção de mais escolas e hospitais no país. Segundo o Presidente da República, Armando Guebuza, a inauguração, na cidade de Nampula, da nova fábrica da empresa CDM – Cervejas de Moçambique SA representa uma parceria que se transformou na “levedura que fez fermentar o compromisso de juntos caminharmos até este ponto e depois continuarmos, lado a lado, na etapa subsequente da operação desta unidade fabril”.

Dirigindo-se aos perto de 300 convidados que participaram, na última terçafeira, na cerimónia inaugural desta terceira fábrica de cervejas da CDM (depois de Maputo e Beira), Guebuza acrescentou que diversos sectores da actividade económica irão beneficiar deste novo investimento, entre os quais o hoteleiro e o similar, os transportes, entre outros.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!