Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Iémen: Confrontos entre apoiantes de Saleh e manifestantes fazem mais de 40 mortos

Pelo menos 42 pessoas morreram e três centenas ficaram feridas nos confrontos que se seguiram a uma manifestação este sábado em Sanaa, no Iémen, exigindo a partida do Presidente, Ali Abdallah Saleh. Segundo testemunhos relatados à AFP, apoiantes do regime abriram fogo contra a manifestação a partir dos telhados de habitações próximas da praça da Universidade de Sanaa, local que desde dia 21 de Fevereiro é a “base” das manifestações.

O ministério do Interior confirmou 25 mortes, mas médicos citados pela Reuters disseram que o número ascende a 42. Mais uma vez, os protestantes gritaram “o povo quer a queda do regime”, reclamando o fim da presidência de 32 anos de Saleh, e este dia já foi apelidado como a “Sexta-feira do Aviso”.

Os protestos no Iémen, exigindo a saída de Saleh do poder, já levaram milhares de manifestantes às ruas nos últimos meses e prolongam-se desde o fim de Janeiro. Mas as contestações são altamente reprimidas pelas forças de segurança e os confrontos entre tropas iemenitas e manifestantes já fizeram dezenas de mortos.

Ainda na manhã de sexta-feira 150 pessoas ficaram feridas quando militares e polícias dispersaram à força um protesto na cidade de Hudaida, no ocidente do Iémen. Inspirado pelas revoluções tunisina e egípcia, grande parte do povo do mais pobre dos países árabes quer despedir-se de Ali Abdallah Saleh, no poder desde 1978 (primeiro como Presidente do Iémen do Norte e depois como Presidente da República do Iémen).

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!