Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Idosos de 55 e 78 anos de idade violam crianças de 10 anos no Niassa e em Manica

Dois homens de 55 e 78 anos de idade, casados e com filhos, recolheram às celas da Polícia da República de Moçambique (PRM), acusados de abusar sexualmente de duas crianças de apenas 10 anos nas províncias do Niassa e de Manica.

No Niassa, a violação aconteceu no distrito de Ngaúma, quando a vítima se dirigiu à casa de uma amiga, por sinal neta do seu ofensor, para juntas brincarem.

Para atrair o criança para o interior da residência onde se consumou a cópula ilícita e forçada, o idoso alegou que a neta estava dentro de casa. Ele esperou até a miúda ir atrás da amiga para depois segui-la e fechar a porta.

Em declarações à Polícia e à imprensa, o ancião admitiu que praticou o crime que pesa sobre si. Segundo o mesmo, está arrependido e se pudesse voltar atrás, colocaria a mão na consciência e nunca ter cometido tal acto.

Quem não quis saber de explicações foi a PRM, que para além de confirmar o estupro, falou com reservas sobre o estado de saúde da miúda, uma vez que os exames realizados pela unidade sanitária de Massangulo indicou que houve graves lesões. Ela locomove-se com dificuldades.

Trata-se de um crime deveras hediondo sobre o qual devem ser envidados esforços no sentido de combatê-lo. Por isso, o processo-crime aberto contra o acusado está a seguir os trâmites legais.

O caso de Manica, ocorreu na cidade de Chimoio e presume-se que o estupro aconteceu na segunda-feira (19). A vítima contou que não era primeira vez que o suspeito abusava dela e proferia ameaças de morte como forma de impedir que ela constasse aos pais.

O ancião alegou estuprou a miúda para se vingar da sua mãe, que não pagá-lo uma dívida de 1.500 meticais contraída há bastante tempo, supostamente porque em casa não tinha comida. A mãe desmentiu a informação e reiterou que nunca fez uso do dinheiro do ancião.

Importa salientar que, a 09 de Novembro corrente, um idoso de 67 anos de idade, de nome Paulino Paciel, foi condenado a 24 anos de prisão, na cidade de Nampula, por ter abusado sexualmente de uma criança de 12 anos de idade e contaminá-la com o vírus da SIDA.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!