Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Hungria, ex-país comunista da Europa central, membro da UE e da Otan

A Hungria, que realiza domingo eleições legislativas, fez parte do bloco comunista até outubro de 1989, entrou na NATO em 1999 e na União Europeia, em 2004.

Confira os principais dados geográficos, políticos e econômicos: – SITUAÇÃO GEOGRÁFICA: país da Europa central de 93.033 km2, a Hungria é vizinha de Áustria, Eslováquia, Eslovênia, Croácia, Sérvia, Romênia e Ucrânia.

– POPULAÇÃO: 10,040 milhões de habitantes com importante minoria de ciganos (4%).

– CAPITAL: Budapeste (2 milhões de habitantes)

– RELIGIÔES: católicos 67,5%, protestantes 25%

– HISTÓRIA: povo fino-magiar, os húngaros se instalaram na região no final do século IX. Depois da queda do Império austro-húngaro, foi proclamada a república em 1918. Aliada da Alemanha nazista durante a Segunda Guerra mundial, a Hungria ficou sob a dominação comunista em 1948. Em 1956, as tropas soviéticas esmagaram uma insurreição. Depois da queda do comunismo em 1989, a Hungria instaurou o pluripartidarismo, entrando, também, na NATO em 1999 e na União Europeia, em 2004.

– INSTITUIÇÔES POLÍTICAS: democracia parlamentar unicameral e um presidente da República eleito por voto popular.

– ECONOMIA: o Produto Interno Bruto (PIB) per capita elevou-se, em 2009, a 2,604 milhões de forints (9.820 euros). A Hungria esteve en recessão no ano passado com uma queda de 6,3% de seu PIB contra +0,5% em 2008.

O índice de desemprego chegava a 10% em 2009. O país atrai investidores estrangeiros (25 bilhões de euros de investimentos estrangeiros diretos desde 1998) graças à sua mão de obra qualificada, sua situação estratégica na Europa central e sua economia de mercado.

As suas principais indústrias são a metalurgia, os materiais de construção, a indústria farmacêutica, além de têxteis e a construção mecânica e de automóveis. Em 2008, a Hungria foi salva da bancarrota graças a um empréstimo de 20 bilhões de euros do FMI, do Banco Mundial e UE.

O déficit público foi de 4% do PIB em 2009.

– MOEDA: forint (HUF)

– FORÇAS ARMADAS: Membro da NATO desde 11 de março de 1999, a Hungria reduziu seu exército profissional a 26.000 homens contra 160.000 no início da década de 1990.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!