Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Hollande toma posse como novo presidente da França

Hollande toma posse como novo presidente da França

François Hollande tomou posse nesta terça-feira como primeiro presidente socialista da França em 17 anos, numa rápida cerimónia antes de viajar a Berlim, onde deve contestar as políticas de austeridade receitadas para a Europa pela chanceler alemã, Angela Merkel. Em seu discurso de posse diante de 400 convidados, Hollande disse que vai tentar alterar o pacto europeu para incluir medidas de incentivo ao crescimento junto às políticas de redução de déficit que, segundo críticos, estão piorando as expectativas de expansão do bloco.

Num ataque velado ao seu antecessor e rival Nicolas Sarkozy, que alguns acusam de ser impulsivo e controlador demais, Hollande prometeu um mandato “digno, “simples” e “sóbrio”, com respeito às funções do Parlamento.

“Vou estabelecer as prioridades, mas não vou decidir por todos, a respeito de tudo e em todos os lugares”, disse Hollande.

Sarkozy e a sua esposa, a cantora e ex-modelo Carla Bruni, deixaram o Palácio do Eliseu com céu claro, mas o tempo fechou e choveu na hora em que o novo presidente saía para o tradicional desfile em carro aberto.

Encharcado, Hollande sorria para os transeuntes ao percorrer a avenida Champs Elysées até o Arco do Triunfo, onde reacendeu a chama do memorial ao Soldado Desconhecido e depositou uma coroa de flores.

Ainda na terça-feira, Hollande deve nomear o servidor público de carreira Pierre-René Lemas como seu chefe de gabinete, e o ex-professor de alemão Jean-Marc Ayrault, muito bem relacionado em Berlim, é favorito para ser indicado primeiro-ministro logo em seguida. O restante do gabinete deve ser divulgado na quarta-feira.

Na quinta, Hollande viaja a Washington, onde se reúne com o presidente Barack Obama e participa das cúpulas do G8 e da NATO em Camp David e Chicago.

O presidente, cuja eleição acontece num momento em que a zona do euro combate novamente a crise diante dos temores sobre o futuro da Grécia, vai conceder a sua primeira entrevista coletiva em Berlim, à tarde, ao lado de Merkel, que é de centro-direita.

As suas declarações serão acompanhadas de perto pelos mercados financeiros, que esperam uma confirmação de que sua posição a favor de medidas pró-crescimento, alterando um pacto de disciplina fiscal implantado por Merkel e Sarkozy, não irá prejudicar o início de sua relação com a chanceler (primeira-ministra) alemã.

“Para superar a crise a Europa precisa de projetos, solidariedade e crescimento”, disse ele no seu discurso inaugural. “Proporei aos nossos parceiros um novo pacto para combinar a necessária redução da dívida pública com estímulos econômicos essenciais.” Ele disse também que vai pressionar para que a Europa proteja seus interesses, especialmente com relação à reciprocidade comercial.

A POSSE E AS POÇAS

Hollande foi oficialmente empossado logo depois das 11h (hora local), depois de ser cumprimentado por Sarkozy na escadaria do palácio. Antes da cerimónia, o ex-presidente passou ao sucessor os códigos do arsenal nuclear e outros segredos de Estado.

Preocupado em manter a imagem de “Sr. Normal” – em contraposição ao “Presidente Brilharete”, como Sarkozy era apelidado -, Hollande pediu que a posse fosse discreta.

Rompendo a tradição, ele levou menos de 40 convidados pessoais à cerimónia, que teve também a participação de cerca de 350 autoridades. Nem a companheira dele, Valerie Trierweiler, nem seus filhos compareceram. Mas, conforme o protocolo, Hollande recebeu um colar cerimonial de ouro que pesa quase um quilo e tem gravados o seu nome e dos seus seis antecessores na Quinta República.

Em seguida, saiu num carro aberto pela avenida Champs Elysées. Após o desfile pelas ruas empoçadas, um encharcado Hollande subiu a escadaria do Eliseu pelo tapete vermelho e fez o seu primeiro almoço como presidente, na companhia de ex-primeiros ministros socialistas.

No pátio do palácio, um repórter da Reuters gritou para ele: “O sr. não tem medo da chuva, sr. Hollande?”. Ele riu e respondeu: “Não tenho medo de nada”.

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!