Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

HERÓIS DE FEVEREIRO

HERÓIS DE FEVEREIRO

Não Quando se aproxima o mês de Fevereiro, do que mais se fala é de heróis moçambicanos. Chegam-nos através dos meios de comunicação social felicitações sobre o 3 de Fevereiro de diversas instituições estatais, privadas, ONG’s, Associações, etc. Desbrava-se o vocabulário português em busca de adjectivos para qualificar os ditos heróis. Creio que se os tais heróis fossem vivos não aceitariam alguns dos adjectivos que chegam a ser um exagero. Atemo-nos a uma “dúzia” de heróis cujos nomes estão inscritos na cripta da Praça dos Heróis e por tudo quanto é avenida, rua, praça e esquina espalhada por todo país. Na sua maioria, destacaram-se nos departamentos nomeados, assim como qualquer um naquela época se poderia destacar se tivesse a mesma oportunidade. O que me impressiona é que ninguém fala daqueles homens que, hierarquicamente, estavam por baixo dos líderes que hoje chamámos ou chamaremos de heróis. Homens esses que também deram a vida pela libertação de Moçambique. Homens que deixaram esposas e filhos por uma causa nacionalista. Homens que com determinação combateram estoicamente por um Moçambique melhor. Homens excluídos, martirizados e pisados pelo colonialismo português. Homens e mulheres que viram a morte por um Moçambique novo.Esquecemo-nos dos verdadeiros protagonistas, os combatentes anónimos, aqueles que sentiram na pele a fúria do material bélico português. Aqueles que ajudaram Chipande a dar o primeiro tiro, pois creio que se este estivesse sozinho seria ele a levar o tiro. Enfim, homens e mulheres que se fossem vivos e vissem a actual situação que vivem os moçambicanos tanto se poderiam orgulhar ou arrepender por terem libertado Moçambique.

Na minha modesta opinião, na praça de heróis moçambicanos não estão todos os heróis. Faltam aqueles que através da sua coragem derramaram o seu sangue para glória dos seus líderes e para que Moçambique fosse dos moçambicanos. Por que é que não se constrói lápides em memória de todos moçambicanos que tombaram na Luta de Libertação de Moçambique?

Viva os filhos desta pátria que deram a sua vida por ela!

Genito

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

error: Content is protected !!