Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Há uma nuvem negra na DPIC

Foi semana passada que houve mudanças na direcção provincial da Indústria e Comércio da Zambézia (DPIC), onde Beatriz de Sousa que vinha desempenhando as funções de directora desde o mandato de Lucas Chomera, deixou o pelouro para Josefa Sing-Sang, que era directora do Balcão Único de Atendimento (BAU).

Última sexta-feira, ficamos a saber que os funcionários da DPIC não concordam a indicação de Josefa ao cargo de directora daquele sector, dai que mobilizaram-se e fizeram um abaixo-assinado para mostrarem o seu descontentamento.

Eles, alegam que não mudou nada, porque afinal, conforme dizem, a nova directora já esteve ao lado da reformada Beatriz, então, os files são os mesmos, dai que os funcionários preferem outras caras.

Isto cheirou mal até ao ponto de na sexta-feira, o governador da Zambézia, Francisco Itai Meque, teve que reunir-se quase toda manhã com os funcionários daquela direcção.

Não transpirou nada para fora, porque o encontro foi convocado num secretismo total, tudo para que a imprensa independente não tomasse conhecimento.

Mas mesmo assim, houve imprensa atenta que se fez ao local do encontro, por sinal, sala de sessões do governo e encontrou de facto funcionários da DPIC reunidos.

Reuniram-se para quê ali? Foi a pergunta que colocamos a assessor de imprensa do governador, Fredson Bacar que encontramo-lo ali. Preocupado e sem uma justificação palpável, este disse que era um encontro normal e nada mais havia.

Mesmo quando colocamos a questão, Fredson disse que não havia nada, e perguntou quem havia convidado a imprensa até aquele local. Como este é o pão de cada dia, procurar informação, não caímos na fita do assessor.

Na verdade quando fomos a direcção da Indústria e Comércio, encontramos apenas um agente de serviço que nos disse que naquela instituição não havia serviço, porque todos seus colegas estavam reunidos no governo. Não disse também o que se tratava nesta tal reunião.

Com isso tudo, tudo indica que há uma nuvem negra na DPIC, mesmo antes da Josefa Sing-Sang tomar posse como directora do sector. Face a estas turbulências todas, conseguirá a senhora Josefa dar melhores destinos a DPIC?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!