Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Guebuza inaugura nova aerogare do aeródromo de Vilankulo

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, inaugurou, quarta-feira, a nova Aerogare do Aeródromo de Vilankulo, distrito que ostenta o mesmo nome, na província meridional de Inhambane.

A expectativa é que a mesma promova o desenvolvimento da aviação e do turismo na região, em particular, bem como no país, em geral. A construção da nova aerogare, mais ampla e mais moderna, que custou 10 milhões de dólares americanos, surge da necessidade de melhorar os serviços de atendimento ao passageiro e fazer face a crescente demanda turística da região.

Discursando na ocasião, Guebuza apelou aos residentes da Vila Municipal do distrito de Vilankulo a conservarem melhor a nova infra-estrutura, para que possa abrir novas oportunidades naquele ponto do país, assim como servir de impulso ao desenvolvimento local.

A conservação e o bom funcionamento da aerogare abrem, segundo o estadista moçambicano, oportunidades de crescimento como o aumento do turismo e emprego para os residentes de Vilankulo.

“Esta nova aerogare aumentará o turismo que, por sua vez, vai criar condições para mais gente trabalhar. Mais gente que chegará nos aviões precisará de ser transportada daqui para a vila, e da vila para outros locais. Haverá mais oportunidades de negócio para os residentes da vila”, disse Guebuza.

O Chefe de Estado disse, por outro lado, que Vilankulo tem hotéis, mas ainda em número insuficiente para acolher os turistas que escalam aquele ponto do país, daí que a nova aerogare suscitará a construção de mais hotéis e, por conseguinte, mais gente a trabalhar tanto na fase de construção quanto nos serviços hoteleiros.

A nova aerogare, construída de raiz, tem padrões modernos e na sua nova roupagem oferece maior comodidade, segurança e conforto. Deste modo, ela possui circuitos separados para embarque e desembarque de passageiros, domésticos e internacionais devidamente climatizados.

O número de balcões de “check-in” também cresceu de um para quatro, permitindo maior celeridade no processo de atendimento aos passageiros.

A nova casa está igualmente dotada de espaços mais amplos destinados aos serviços de alfândega, migração, saúde e agricultura, sistemas de segurança e controlo de acessos equipados com raio-x, detectores de metais, tapetes rolantes para o processamento de bagagem, facilidades de circulação para pessoas com portadoras de deficiência.

Nela está contemplada a sala de honra que alternadamente vai oferecer serviço VIP e CIP, espaços para as actividades comerciais e que incorporam loja “duty free”, casa de câmbio, bancos, restaurantes, bar como serviço Internet que servirão não só aos passageiros como também a comunidade local.

Fazem parte ainda das facilidades da nova aerogare os serviços técnicos administrativos, um sistema de dispositivos de protecção contra incêndios e ainda um parque de estacionamento que comporta 50 viaturas.

A mesma visa responder as necessidades do público e para os serviços de aluguer de automóveis (rent-a-car) em termos de meios circulantes que são oferecidos pela primeira vez.

A construção da nova aerogare está inserida no projecto de Modernização e Ampliação das Infra-estruturas aeroportuárias que a empresa Aeroportos de Moçambique (ADM) está a levar a cabo, em diversos aeroportos e aeródromos do país considerados prioritários.

A mesma, iniciada em Janeiro de 2010 e estive a cargo do empreiteiro Anhui Foreign Economic Construction Group Co, Ltd (AFECC), da China, o mesmo que está a executar as obras do Aeroporto Internacional de Maputo.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!