Para continuarmos  a fazer jornalismo independente dos políticos e da vontade dos anunciantes o @Verdade passou a ter um preço.

Guebuza destaca papel dos agentes económicos no combate a pobreza

O Presidente moçambicano, Armando Guebuza, reiterou que o Governo acredita que a pobreza só pode acabar com a participação activa dos agentes económicos. Falando num jantar de confraternização oferecido pelos agentes económicos de Maxixe, província de Inhambane, Guebuza destacou o facto de o empresariado nacional ser conhecedor, mais do que qualquer outro interveniente, do terreno em que trabalha. “Reafirmo que o Governo acredita que a pobreza não pode acabar em Moçambique sem o empresariado nacional, por este conhecer o terreno e saber muito bem como lidar com o trabalhador (nacional) e o próprio Governo”, disse Guebuza.

Ele manifestou a sua satisfação pelo facto de os agentes económicos de Maxixe terem afirmado, na sua mensagem, que os problemas que Inhambane enfrenta não são uma excepção e que a sua resolução será por canais já estabelecidos, como é o caso da Confederação das Associações Económicas (CTA), entre outros. “Raramente encontro mensagens como esta em que os agentes económicos afirmam estar cientes da existência de canais apropriados para se resolver os problemas que enfrentam”, disse Guebuza.

Com efeito, os agentes económicos destacaram, na sua mensagem, que o Governo tem alcançado resultados encorajadores na longa caminhada rumo a erradicação da pobreza no país. Assim, os agentes comprometeram-se a ser parceiros incontestáveis do Governo nesta batalha.

Por concordarem plenamente com os programas do Governo de Guebuza, os agentes subscreveram o seu apoio ao estadista moçambicano, na sua qualidade de candidato a sua própria sucessão, nas eleições de 28 de Outubro próximo. Eles louvaram ainda a alocação do Orçamento de Investimento de Iniciativas Locais (OIIL), vulgo “sete milhões de Meticais”, aos 128 distritos moçambicanos, decisão tomada pelo Executivo de Guebuza e que já esta a revolucionar a vida socioeconómica das populações rurais.

Em Inhambane, Guebuza orientou um comício popular, em Maxixe, para além de ter recebido, nesta urbe, em audiência o Embaixador da Líbia em Moçambique, que era portador de uma mensagem do líder líbio convidando o estadista moçambicano a participar na Sessão Extraordinária da União Africana (UA), prevista para 31 de Agosto corrente, e a tomar parte nas comemorações do Dia da Independência deste país da África do Norte, a 1 de Setembro próximo.

Guebuza também orientou sessões extraordinárias dos Governos distritais, uma em Massinga e outra já em Maxixe. Trabalhou na cidade de Inhambane e nos distritos de Panda e Zavala, ultima etapa da “Presidência Aberta e Inclusiva” neste mandato prestes a terminar.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Related Posts

error: Content is protected !!